Boletim

Saúde reforça qualificação dos municípios na notificação de casos de Covid-19

O objetivo é orientar a alimentação dos sistemas oficiais (SIVEP GRIPE e e-SUS Notifica) em até 24 horas a partir do conhecimento do caso.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Gerência Executiva de Vigilância em Saúde (GEVS), iniciou, nessa terça-feira (26), uma série de videoconferências com técnicos dos municípios para auxiliar na alimentação do sistema oficial de notificação de casos de Covid-19. O objetivo é orientar a alimentação dos sistemas oficiais (SIVEP GRIPE e e-SUS Notifica) em até 24 horas a partir do conhecimento do caso. A agenda vai até a sexta (29) e foi separada por Gerência Regional de Saúde (GRS), com participação da Coordenação de Vigilância em Saúde e apoiadores das GRS e do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems/PB).

O intuito é fortalecer o processo de trabalho das equipes de vigilância regionais e municipais por meio das informações corretas e oportunas dos casos de Covid-19. De acordo com a gerente operacional de Vigilância Epidemiológica da SES, Talitha Lira, a medida é de extrema importância para que não haja subnotificação e para fornecer a real situação da pandemia na Paraíba.

“No momento em que a gente qualifica a informação, qualifica o banco de dados, e a gente tem condição, enquanto vigilância epidemiológica, de olhar pra esses dados de forma segura e poder analisar o número de casos positivos por gerência regional, por município. Assim, conseguimos analisar a circulação viral dentro de cada território e fazer a interrupção da cadeia viral”, explica.

Talitha esclarece que, desde o dia 21 de maio, estão sendo divulgados no boletim diário da SES apenas os casos notificados nos sistemas oficiais inseridos até às 10h da data corrente. A gerente afirma ainda que os números divulgados pela Secretaria do Estado da Saúde podem divergir de alguns municípios, visto a inserção dos casos não ocorrer em até 24 horas devido ao grande volume de atendimentos realizados pelos serviços de saúde.

“Estamos com circulação ativa do vírus. Precisamos trabalhar e sensibilizar a população para o isolamento social. Precisamos da ajuda dos municípios para que as informações de casos suspeitos e confirmados sejam notificados em até 24h”, completa.

 

Repórter PB

Destaques