Projeto

Lei que abona faltas de policiais em serviço nas instituições de ensino entra em vigor na PB

As instituições de ensino que descumprirem a lei poderão pagar multa de R$ 253,15 a R$ 1012,6.

Foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) dessa semana o projeto de lei 11.569/2019, de autoria do deputado estadual Wilson Filho (PTB), que garante o abono de faltas em instituição de ensino para policiais e servidores da segurança pública da Paraíba.

"Esta lei é importantíssima para policiais, bombeiros e agentes penitenciários que por ventura fazem uma universidade, um curso superior e muitas vezes chegam ao ponto de serem reprovados em disciplinas por atingirem o número limite de faltas. Nós sabemos que a escala da segurança é diferente do resto das profissões e nem sempre é possível conciliar as duas atividades", afirmou.

De acordo com o texto da lei, o abono será garantido após a comprovação de que o estudante se ausentou em decorrência do serviço, mediante a apresentação de declaração emitida pelo chefe imediato ou oficial superior ao estudante, informando dia e horário em que o servidor estava em serviço. As instituições de ensino que descumprirem a lei poderão pagar multa de R$ 253,15 a R$ 1012,6.

Com a promulgação da lei, uma cena que estava se tornando comum na Paraíba e em diversos estados brasileiros irá terminar: policiais sendo constrangidos por irem às aulas fardados e com as armas que usam no trabalho.

Repórter PB

Destaques