Orientações

Sesi lança protocolo com informações para a retomada das atividades produtivas em tempos de Covid-19

A publicação pode ser atualizada de acordo com o cenário epidemiológico, e com o avanço do conhecimento científico acerca do novo coronavírus.

Com a finalidade de orientar os empresários durante o retorno das atividades do setor produtivo, de forma gradual e segura, após a pandemia de Covid-19, o SESI lançou um protocolo, que reúne recomendações e práticas com base técnico-científica, referendadas por órgãos nacionais e internacionais.

O protocolo não se constitui uma norma legal, é uma publicação com um conjunto de sugestões que ajudam na orientação e implementação de planos de retorno ao trabalho, com atuação nos eixos: Ambiente, Rotina, Saúde e Pesquisa.

No Ambiente, por exemplo, são apresentadas adequações que devem ser feitas no local de trabalho, com medidas administrativas preventivas, como organização, limpeza, layouts e ainda treinamentos e capacitação com a equipe. Em relação à Rotina, o documento sugere novas rotinas de trabalho, com padrões de fluxos, instruções e novos comportamentos nos ambientes da empresa, tanto para trabalhadores como para os clientes, visitantes e fornecedores.

Já no aspecto Saúde, a publicação apresenta propostas de implementação de um programa de gestão de saúde das pessoas (imunização, monitoramento de assintomáticos, manejo clínico, retorno ao trabalho além do uso de testagem e telemedicina). E por fim, o eixo Pesquisa, que propõe a realização de estudos populacionais e de soluções inovadoras para melhor enfrentamento da doença nas empresas.

“O Protocolo SESI de retorno as atividades produtivas em tempos de pandemia têm como objetivo atuar na orientação e implementação de planos de retorno de trabalho e aumento gradual e seguro das atividades produtivas, no contexto da COVID – 19, alinhados aos critérios de efetividade científica e as definições das autoridades de saúde pública. A publicação é de livre acesso, e está disponível para download no site da FIEP, e pode ser utilizado por qualquer empresa industrial, cliente ou não do SESI”, explicou Grinete Melo, gerente Executiva de Saúde e Segurança na Indústria do SESI PB.

As recomendações propostas no protocolo podem ser adaptadas a cada realidade de empresa, de acordo com o porte, ramo de atividade, setor e capacidade de investimento. A publicação pode ser atualizada de acordo com o cenário epidemiológico, e com o avanço do conhecimento científico acerca do novo coronavírus.

Assessoria de Comunicação

Repórter PB

Destaques