covid-19

Mulher de 101 anos agradece a Deus por estar viva após ser diagnosticada com Covid19

Dona Tita soube que estava com a doença após ser levada pela sobrinha para fazer exames de pneumonia

Gratidão a Deus é o sentimento e a atitude de uma idosa de 101 anos que foi infectada pelo novo coronavírus e se recuperou. Sem negar que sentiu medo, ela declarou que a felicidade de superar a doença foi maior.

Alice Pereira Prado, conhecida como dona Tita, vive em Jundiaí, cidade no interior de São Paulo. Sua história de superação da covid-19 virou notícia na emissora TV TEM, que cobre a região oeste do estado de São Paulo.

Dona Tita soube que estava com a doença após ser levada pela sobrinha para fazer exames de pneumonia. Sem sintomas mais fortes, o gatilho para a averiguação foi uma febre que os cuidadores notaram. Quando o resultado saiu, os médicos informaram que ela já estava na fase final da doença.

A sobrinha de dona Tita, Silvia Quadros, contou que parentes e cuidadores de sua tia também foram infectados, e todos ficaram apreensivos: “Ficamos preocupados, mas ao mesmo tempo ela é uma pessoa muito forte. Fisicamente falando, e emocionalmente também. Ela é uma pessoa muito positiva, tem uma fé muito grande. E ela é muito bem cuidada”, declarou.

Dona Tita não chegou a ficar internada e admite que sentiu medo com o diagnóstico, mas tudo foi superado: “Medo, mas me sinto feliz. Agradeço a Deus por estar viva e pela minha família, que cuidou muito bem”, afirmou.

“Ficamos impressionados com essa força dela. Ela é muito querida, muito lúcida”, acrescentou Silvia Quadros.

De acordo com informações da emissora, ao todo, dez pessoas entre parentes e cuidadores contraíram a covid-19, incluindo a neta. Dona Tita mora com a filha de 76 anos. Recuperados, os parentes esperam realizar uma festa de aniversário para a idosa em setembro, quando ela completará 102 anos de vida.Gospelmais

Repórter PB

Destaques