Capacitação

Quebrando barreiras: SENAI PB capacita pessoas com deficiência para atuar na área de Confeitaria e Panificação

Os cursos da modalidade de qualificação tiveram inicio no mês de setembro desse ano

O acesso ao mercado de trabalho acaba sendo uma das maiores barreiras enfrentadas por pessoas com deficiência. E foi buscando diminuir esse abismo, existente entre as pessoas com deficiência e o mercado de trabalho, bem como proporcionar o fortalecimento do empreendedorismo junto a essas pessoas, que o SENAI da Paraíba, em parceria com o Ministério Público do Trabalho – MPT - PB, e a Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência – FUNAD entregaram no último dia 18 de novembro, certificados de conclusão para 32 alunos atendidos pela Fundação.


A solenidade que aconteceu na sede da FUNAD reuniu o diretor Regional do SENAI, Euler Sales, a procuradora do MTE, Daniele Lucena, a assessora da FUNAD - Mércia de Oliveira, além do gerente Executivo de Educação Profissional do SENAI PB, Janildo Sales, o gerente do SENAI CITI/CAM, Gustavo Andrade, e a articuladora do Programa do SENAI de Ações Inclusivas, Elisama Clementino.

“O SENAI PB em parceria com a Procuradoria do Ministério Público do Trabalho vem desenvolvendo várias ações educacionais que visam o trabalho, emprego e renda da sociedade. Além de uma profissão, os alunos formados pelo SENAI são capacitados no módulo de Educação Empreendedora que permitem que os mesmos empreendam em suas áreas. Estamos felizes com essa parceria que transforma vidas”, ressaltou Euler Sales.

Os cursos da modalidade de qualificação tiveram inicio no mês de setembro desse ano, através do Projeto Padaria Profissionalizante. Foram formados 16 alunos no curso de padeiro, e 16 no de confeiteiro, ambos com 160 horas.

As aulas foram ministradas pelo instrutor Alan Queiroz. E as turmas foram formadas por pessoas com deficiência física, intelectual e auditiva. A proposta do curso oferecido pelo SENAI, MPT-PB e a FUNAD foi incluir pessoas com deficiência no empreendedorismo/mercado de trabalho, propiciando o desenvolvimento dos conhecimentos teóricos e práticos necessários para a atuação profissional como padeiro e confeiteiro, de acordo com o perfil profissional requerido pelo mercado de trabalho, atendendo as normas e legislação de segurança e boas práticas de manipulação de alimentos. A ação é resultante do PSAI – Programa SENAI de Ações Inclusivas. 

"Através do Programa SENAI de Ações Inclusivas que visa a formação profissional de pessoas com deficiências, e sobretudo a inclusão, o SENAI PB tem feito um importante papel de mediador do desenvolvimento de potencialidades, e promovido à acessibilidade para o mundo do trabalho”, explicou Elisama Clementino, articuladora do PSAI da unidade CITI/CAM.



Por Assessoria de Comunicação

Repórter PB

Destaques