Pandemia

Jovens e adultos somam 80% dos casos da Covid-19 na Paraíba

Na Paraíba, até este dia 8 de abril, 55 casos da doença e 7 óbitos foram confirmados.

O boletim diário divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) sobre novo coronavírus (Covid-19) aponta que na Paraíba jovens e adultos (entre 20 e 59 anos) são os mais acometidos pela doença. A faixa equivale a 80% do total de casos da Covid no estado. Esta particularidade pode estar relacionada ao descumprimento do isolamento social, sancionado em decreto pelo Governo do Estado. O boletim epidemiológico desta quarta-feira (8) mostra ainda que os homens são maioria entre os casos confirmados da Covid-19 e que apenas 20% do total de casos foram idosos com mais 60 anos.

Na Paraíba, até este dia 8 de abril, 55 casos da doença e 7 óbitos foram confirmados. É importante lembrar que os estudos indicam que 80% dos casos podem ser assintomáticos, sendo assim estas pessoas não ocuparão leitos hospitalares, mas isso não significa que o vírus não esteja em circulação ativa em todas as regiões do país. A SES alerta ainda que, embora a Paraíba seja um dos estados do Nordeste com os menores índices do coronavírus, na qual a taxa de ocupação hospitalar se mantém baixa, há um grande risco do aumento de casos, se as medidas de isolamento forem descumpridas pela população.

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, explica que o isolamento é para todos e que embora o vírus seja mais preocupante na população idosa, os jovens e adultos não estão imunes a ele. “Há uma tendência das pessoas, sobretudo dos mais jovens, em se sentirem mais confiantes após um curto período de confinamento, mas o retorno a algumas atividades habituais traz uma tendência de aumento da curva de contaminação, pois ele pode estar assintomático e transmitir a doença, fazendo circular o vírus”, explica o secretário.

A orientação da Secretaria Estadual de Saúde é pela manutenção do isolamento social, uma vez que esta tem se mostrado a medida mais eficaz para interromper a cadeia de transmissão do vírus. “Isolamento é para ser cumprido em casa, a população precisa ter em mente que isto é uma fase e que as celebrações, as confraternizações poderão ser feitas quando este período de risco das contaminações diminuírem”, enfatiza o secretário.

Diariamente a Secretaria de Saúde responde dúvidas a respeito do isolamento e entre os assuntos mais frequentes estão: exercício ao ar livre, visitas aos parentes e amigos e higiene pessoal e de superfícies. A SES insiste que, quem puder, fique em casa. Este é um esforço coletivo com um único objetivo de proteger a toda população.

Sobre o isolamento - As pessoas devem permanecer em casa, até que seja revogado o decreto do Governo do Estado. A orientação da SES é de que a população saia apenas para atividades essenciais, como ir ao mercado e, ainda assim, com pouca frequência.

O isolamento deve ser cumprido em conjunto apenas por pessoas que residem da mesma casa. Mesmo que os parentes em outro domicílio estejam em isolamento, o distanciamento social deve ser mantido (cada um em sua residência).

Quanto aos exercícios físicos, estes devem seguir os mesmos cuidados para evitar aglomeração nos locais públicos como parques e praias.

Repórter PB

Destaques