Fogueira

Hospital Geral de Mamanguape não registra atendimento de queimados

Houve um aumento de mais de 38% com relação ao mesmo período do ano passado.

O Hospital Geral de Mamanguape registrou neste feriadão, que começou na última quinta-feira (20), pela celebração do Corpus Christi, até as últimas horas do dia de São João, quase mil atendimentos de urgência/emergência, uma média de 183 assistências diárias. Houve um aumento de mais de 38% com relação ao mesmo período do ano passado.

As ocorrências com mais destaques nesses cinco dias de festa foram: queda (46), acidentes com moto (20), corte (17) e intoxicação (16). Embora o período fosse propício ao registro de queimaduras por explosivos, como fogos de artifícios, o complexo hospitalar não recebeu nenhuma vítima oriunda desse tipo de acidente.

Para dar conta de todas as solicitações oriundas das 11 cidades do Vale do Mamanguape, área coberta pela unidade de saúde, o diretor da unidade de saúde, Reginaldo Lota, frisou o preparo e aptidão de toda equipe da unidade. “Sabíamos que a tendência, devido o feriadão, era de crescimento na procura pelos serviços de urgência e emergência. Contudo, nossa equipe é ciente e preparada para essas oscilações das demandas em períodos como esse”, pontuou.

O Hospital Geral de Mamanguape inaugurado pelo Governo do Estado em 2 de julho de 2014, conta com uma estrutura de 6.000m², com 70 leitos em pleno funcionamento, cerca de 500 funcionários e oferece aos pacientes exames laboratoriais, eletrocardiograma e raio-X. Às vésperas do seu quinto ano de existência, mais de 300 mil atendimentos já foram realizados pela instituição.

Repórter PB

Destaques