Ação Conjunta

Polícias Civil e Militar prendem homem acusado de latrocínio na Paraíba; saiba mais

A prisão ocorreu no interior da Paraíba, e foi realizada por policiais militares e equipes do Núcleo de Homicídios da Delegacia Seccional da região

Em uma ação conjunta, as Polícias Civil e Militar prenderam neste domingo (20) um homem suspeito de envolvimento em um latrocínio (assalto seguido de morte). A prisão ocorreu em Alhandra, no interior da Paraíba, e foi realizada por policiais militares e equipes do Núcleo de Homicídios da Delegacia Seccional da região.

Segundo o delegado Marcos Paulo Sales, foi cumprido um mandado de prisão contra o suspeito. "O homem é apontado como autor de um latrocínio no dia 14 de setembro deste ano, no sítio Travessia, zona rural da cidade de Alhandra", afirmou.

Ainda de acordo com o delegado, a vítima foi identificada como Natanael Francisco dos Passos Neto. Por conta da pandemia, ele se mudou de João Pessoa para a casa a mãe, situada na zona rural da cidade de Alhandra. O objetivo era procurar emprego na região. "Ele estava trabalhando fazendo diárias de agricultor e na construção civil. Conheceu o suspeito de praticar o crime em um desses trabalhos temporários", explicou o delegado.

Vítima e suspeito saíram para consumir bebida alcoólica juntos. Natanael adormeceu e acordou no momento em que o preso revirava os pertences da vítima, em busca de dinheiro. "Houve uma briga e o investigado matou a vítima com golpes de faca peixeira no pescoço e no tórax. Foram subtraídos R$ 250 em dinheiro, carteira porta cédulas e chaves do veículo da vítima, que não foi levado porque a saída estava trancada com um cadeado", acrescentou Sales.

Repórter PB

Destaques