Sousa/PB -
posse

Posse do Vereador Marizopolense preso via vídeo conferencia diretamente da Colônia Penal gera polêmica, e ganha grande repercussão

O caso gerou mais polêmica ainda quando Fábio Júnior conseguiu participar da sessão solene de posse via vídeo conferencia diretamente da Colônia Penal de Agrícola de Sousa no dia 1º de janeiro

Da Redação Repórter PB

03/01/2021 às 11:54

Ads 970x250
Tamanho da fonte

Vem repercutindo em todo o Estado da Paraíba, a posse do Vereador Fábio Júnior de Andrade (PP), 37 anos diretamente da Colônia Penal Agrícola de Sousa por Vídeo Conferencia no dia 1º de janeiro na Câmara de Vereadores em Marizópolis no Sertão da Paraíba.


Preso desde o dia 18 de dezembro de 2020 por Força de Mandado de Prisão expedido pela Comarca de Sousa, o Vereador eleito com 194 votos no Município de Marizópolis é acusado de pertencer a uma quadrilha de assaltantes na Região de Sousa.


Conforme o Delegado Glauber Fonte, Fábio teria auxiliado na fuga de três homens que se passaram por policiais cumprindo mandados de busca para subtrair dinheiro e cheques de um empresário sousense, cena essa só vista em filmes de Hollywood.


O caso gerou mais polemica ainda quando Fábio Júnior conseguiu participar da sessão solene de posse via vídeo conferencia diretamente da Colônia Penal de Agrícola de Sousa no dia 1º de janeiro tomou posse e votou para a escolha dos Presidentes eleitos na Câmara de Vereadores.


Os quatro Vereadores da situação ficaram revoltados, e prometem ir à Justiça com objetivo de questionar a legalidade do ato praticado pelo então detento, Vereador Fábio Júnior.


O advogado do vereador preso, Abdon Lopes, disse que não há evidências do envolvimento do cliente com o crime. Segundo o Advogado, a prisão foi pedida porque, segundo o delegado Glauber Fonte, Fábio teria auxiliado na fuga de três homens que se passaram por policiais cumprindo mandados de busca para subtrair dinheiro e cheques de um empresário.


Durante a participação do Vereador Fábio Júnior via vídeo conferencia diretamente da Colônia Penal Agrícola de Sousa para a Câmara de Vereadores de Marizópolis, ele ficou acompanhado de policiais penais do presídio e pelo advogado.

Fonte: Repórter PB

Ads 728x90

QR Code

Para ler no celular, basta apontar a câmera

Comentários

Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.