Cantora

Luísa Sonza revela uso de antidepressivo e desabafa sobre ataques na web

A cantora comentou sobre o período que se afastou das redes sociais, e falou em crise de pânico por conta dos ataques constantes que recebe.

Alvo de constantes ataques, principalmente por conta dos relacionamentos amorosos que se envolve, Luísa Sonza revelou que faz uso de antidepressivo e é acompanhada por uma terapeuta há quatro anos.


“Minha terapeuta me acompanha o tempo todo e tomo ansiolítico e antidepressivo porque as crises de pânico ficaram fortes. Não tinha, sempre fui uma pessoa ansiosa, mas lidar com isso é bem complicado porque é uma coisa que atormenta todos os dias”, contou ela à revista JP, da qual é capa em outubro.

Ela também comentou sobre o período que se afastou das redes sociais. Em maio, Luísa foi alvo de ataques após a morte de João Miguel, filho de Whindersson Nunes e Maria Lina.

“Foi uma fuga, me fez muito bem, mas eu não estava lidando com a situação em si, estava fugindo. Precisei desse tempo, praticamente fui viver uma outra realidade, não queria voltar. Fiquei uns 15 dias no México, mas tive que retornar para trabalhar e cumprir contratos e tal, não tinha como adiar mais as coisas”, desabafou.

Na entrevista, a artista ainda comentou sobre o envolvimento com mulheres: “É uma coisa natural. Nunca namorei com meninas, mas já me envolvi. Me sinto uma mulher livre. Sou uma pessoa tranquila em relação à sexualidade, não sou de ficar com muita gente. Mas já me interessei por homens e já me interessei por mulheres”.

Com Metrópoles

Repórter PB

Destaques