Sousa/PB -
Investigação

Aldo Andrade é acusado de tenta obstruir investigação judicial, e coagir testemunha em Bernardino Batista

No dia 18 de junho de 2021 era audiência de instrução com a testemunha de nome Josinaldo Alves Nunes

Por Pereira Jr. • Articulista Polí­tico

07/06/2022 às 12:37

Ads 970x250
Imagem Prefeito Aldo Andrade do Município de Bernardino Batista no Sertão da Paraíba

Prefeito Aldo Andrade do Município de Bernardino Batista no Sertão da Paraíba ‧ Foto: ascom

Tamanho da fonte

O Juiz da 53ª ZE da Comarca de São João do Rio do Peixe, Dr. Pedro Henrique de Araújo Rangel, encaminhou cópias de uma decisão judicial ao Ministério Público para apurar crime de “coação”, praticado em tese pelo Prefeito do Município de Bernardino Batista, Aldo Andrade.

Os fatos narrados apontam para uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), proposta contra o prefeito eleito em 2020, Aldo Andrade, acusado, e suspeito de compras de votos durante o pleito.

No dia 18 de junho de 2021 era audiência de instrução com a testemunha de nome Josinaldo Alves Nunes. Neste mesmo dia, o Prefeito Aldo Andrade teria ligado para a testemunha via WhatsApp para “convencer” a Josinaldo não comparecer em juízo naquele dia, ou até mesmo negar os fatos contidos em um áudio anexo aos autos do processo desta suposta compra de votos, objetivo da investigação, em tese intencionalmente para impedir a testemunha falar em Juízo. 

Entretanto, essa mesma ligação foi gravada pela testemunha coagida, que após a ligação, entregou a sonora ao seu advogado que anexou aos fatos do processo desta suposta coação do Prefeito Aldo Andrade na tentativa de impedir que o Senhor Josinaldo Alves Nunes pudesse testemunha a Justiça naquele instante.

Após apurar os fatos contidos no Processo, o Juiz da 53ª ZE Eleitoral da Cidade de São João do Rio do Peixe, Dr. Pedro Henrique de Araújo Rangel, despachou pedindo que o Ministério Público pudesse apurar “eventuais repercussões criminais, com possível ofensa à dignidade desta Justiça Especializada, estranhas, portanto, ao objeto da presente AIJE”.

O Gestor do Município de Bernardino Batista, Aldo Andrade que já vem neste início de seu mandato também sendo “pepinado” com ações de supostas “malversação” dos recursos públicos pelos Vereadores da Oposição nos Órgãos Fiscalizadores, agora deverá explicar com mais clareza a razão desta sua ligação a testemunha do Processo da AIJE no dia 18 de junho de 2021, na tentativa em tese de obstruir a Justiça.

Existe situação que a própria voz despõe contra a pessoa. 

Como explicar a própria fala a Justiça? Ou será que não era a voz do Prefeito Aldo, ou aquilo não passava de um pequeno mal entendido? 

Tenho Dito

Pereira Jr.
Editor responsável do Portal REPORTERPB, analista, articulista política, comunicador e apresentador.

Ads 728x90

QR Code

Para ler no celular, basta apontar a câmera

Comentários

Aviso Legal:Qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.