Zé Célio assume pré-candidatura a Federal, racha oposição, e deverá assumir 3ª via em Sousa

Com esse desdobramento não tenham dúvidas que refletirá em 2024, justamente nas eleições municipais

Quem conhece a política sousense, percebe-se que há muito tempo, se procura ocupar uma 3ª via, mas até então sem sucesso por quem intentou até aqui pelo fato do antagonismo do Grupo Gadelha com o Marizismo prevalecer.


Zé Célio de Figueiredo, há quase duas décadas, procura ser inserido nesta opção, mas não conseguiu furar essa bolha que é mantida alimentada pelos Cordões Azul, e Vermelho local.


Nesta caminhada foi vice-prefeito em 2012, em 2018 foi candidato a Deputado Estadual, conseguiu somente no âmbito de Sousa, 9.756 votos, superando todas expectativas do momento. Em 2020 tinha as prerrogativas para ser candidato a Prefeito, abdicou para apoiar Leonardo Gadelha.


Zé Célio ficou no limbo político até então, quando foi convidado pelo ex-governador, Ricardo Coutinho para ingressar no Partido dos Trabalhadores, aceitou também o desafio de ser candidato a Deputado Federal pela legenda esquerdista com apoio de algumas pessoalidades envolvidas na Operação Calvário.
Em Sousa, Zé Célio descarta neste momento dobradinho com André Gadelha, pré-candidato a Deputado Estadual, que deverá formar dupla com seu primo, Leonardo Gadelha pré-candidato a Deputado Federal.


Com esse desdobramento não tenham dúvidas que refletirá em 2024, justamente nas eleições municipais.


Vislumbrando certamente esse racha entre Zé Célio, e a Família Gadelha, podemos pensar em uma 3ª via na política sousense de fato?


Os analistas políticos já enxergam a preço de hoje (é claro) a possibilidade de três pré-candidaturas a prefeito em 2024 no Município de Sousa. A candidatura natural do Grupo Político do Prefeito Fábio Tyrone, podendo ser Zenildo Oliveira, ou o médico Gilberto Gomes Sarmento (ambos disputam preferência na situação, sem contar com outros nomes que também almejam a mesma chance), contra o próprio André Gadelha, e a 3ª via com Dr. Zé Célio.


Como a política não é, e nunca será uma ciência exata, apenas especulativa com o cenário do momento, essas conjunturas podem se moldar de outras formas em um tempo muito curto, o que é hoje, pode não ser amanhã. Vamos aguardar!


Sobre Zé Célio, sua filiação ao PT deverá ser feita até o final do ano com um importante evento na Cidade de Sousa, com as presenças de algumas pessoalidades estadual, até daquelas que estão com seus nomes investigados na maior Operação de roubo já registrado na Paraíba, a “Calvário”.


Tenho dito

Pereira Jr.
Articulista, analista político, apresentador, e editor responsável pelo Portal REPORTERPB

 

Destaques