Veneziano e seu objetivo familiar na política paraibana

João Azevedo: "espero que isso não seja motivo para justificar outras atitudes”

Repercutiu neste final de semana no cenário político paraibano, a puxada de corda do Presidente do MDB, Veneziano, no episódio de Campina Grande na sexta-feira (08), quando o Governador Azevedo entregava um pacote de obra a Cidade no momento do aniversário Político, em numa solenidade, Ana Claudia, Mulher do Senador, atualmente secretária de Articulação do governo não foi chamada para a mesa principal.


Ana Claudia se sentiu desprestigiada, e decidiu sair do evento, o que gerou uma comoção política que ganhou ampla repercussão.


O Deputado Estadual, Tião Gomes, comentou o assunto, e disse que “toda essa encenação com relação ao senador tem o único objetivo: a família, a esposa e o futuro político dele em 2026. Veneziano está jogando dentro de um parâmetro onde já visualiza uma eleição daqui a cinco anos. É uma barganha pura de quem não tem grupo”.


Outros analistas políticos questionaram a não presença do senador em Campina Grande naquela oportunidade, preferiu representar o Senado em um evento em Imperatriz no Maranhão, do que estar com seu povo na festa de emancipação política.


O Governo João Azevedo após tomar conhecimento da saída do evento da secretária de Articulação, Ana Claudia, comentou: “Se algum secretário não coube nessa mesa, é porque as pessoas foram chegando… espero que isso não seja motivo para justificar outras atitudes”.


O fato mesmo é que Veneziano há muito tempo busca emplacar sua Esposa na vice na reeleição de João Azevedo, mas neste jogo, não tem deixando de conversar com outras lideranças políticas nacionais, a exemplo de Lula na semana passada em uma jantar em Brasília, objetivando palanque na Paraíba.


Neste encontro, Lula esqueceu até o “golpe” de 2016 que o atual senador, na época deputado federal voltou a favor do Impeachment da Presidente Dilma.
Neste jogo, quem estar colocando fogo na lareira é a oposição paraibana que ainda não tem um candidato ao governo do estado em 2022. O ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues jogou a toalha.


Será mesmo que o Deputado Estadual, Tião Gomes anda com a razão?


Tenho dito


Pereira Jr.
Articulista, e analista político, apresentador, e editor Chefe do Portal REPORTERPB

Destaques