JOÃO X LINDOLFO - Um ferida aberta que precisa ser curada no Grupo do Prefeito Fábio Tyrone

É fato que a ferida já existente no Grupo do Prefeito Fábio Tyrone há tempo, e agora ficou ainda mais exposta, precisando urgentemente de um especialista

Há cerca de um ano, aconteceu a mudança da Direção do Hospital Regional em Sousa. Apolianna Ferreira, pupila do ex-prefeito João Estrela (PDT) foi substituída pelo médico, Dr. Gilberto Gomes Sarmento.


Essa substituição teria sido a pedido do Deputado Estadual, Lindolfo Pires (Podemos), porém o ex-prefeito João Estrela só teria tomando conhecimento da mudança pelo Diário Oficial.


Ao buscar saber as razões desta troca de direção no Hospital Regional, João Estrela teria encontrado pelo caminho várias contradições, falas que não lhe convenceram, e o ex-prefeito entendeu que fora preterido no assunto, e veio então o afastamento político com Lindolfo Pires.


Nos bastidores, amigos de ambos desde então iniciaram a construção de uma ponte para a reaproximação de João e Lindolfo, sem sucesso até o momento.
O Prefeito Tyrone principal interessado de ver a paz no seu Grupo novamente, assumiu a bandeira para selar a pacificação entre as lideranças aliadas: João e Lindolfo, mas até o presente, mais uma sem sucesso.


João Estrela deu declaração abertamente neste período de desalinhamento político que não votaria mais em Lindolfo, e buscaria outra alternativa para Estadual, porém permanecendo agregado ao Esquema político do Prefeito Tyrone.


No dia 10 de julho, festa de emancipação política, estranhamente, João Estrela que comparecia as solenidades costumeiramente, não veio se fazer presente na Agenda Oficial. Ausência de Estrela foi nitidamente notada por alguns aliados.


Os efeitos logo apareceram em público. Nesta guerra, entra outro desafeto do deputado estadual, Lindolfo Pires, o Vereador Koloral Júnior (PDT), que aproveitou a avalanche para lançar o nome do Presidente da Câmara de Sousa, Radamés Estrela, “pupilo” político de João Estrela para Deputado Estadual, assanhando ainda mais a água já tão baldeada.


Com essas informações, parte da Imprensa sousense aproveitou o “Balão de ensaio”, e deu mais gás, cujo o assunto é vertente nas mesas de café na Cidade Sorriso: “Radamés Deputado Estadual”.


Em conversa com o presidente Radamés Estrela, ele revelou a esse Colunista que é um homem de grupo, não teria partido dele a informação da pré-candidatura a deputado estadual, e sim do colega Vereador, Koloral Júnior, e que ficou surpreso pela repercussão, não iria dá qualquer declaração sobre o assunto, e que deixou a fala oficial para o presidente do seu partido (PDT), Dr. João Estrela gerenciar essa onda da pré-candidatura a Deputado Estadual.


A história recente da política sousense mostra em que o médico, Zé Célio de Figueiredo saiu em carreira solo candidato a Deputado Estadual em 2018, e conseguiu levar das urnas mais de 10 mil sem ter nenhuma liderança expressiva ao seu lado. A pergunta que se faz entre os analistas políticos: “por quê esse fenômeno aconteceu”?


É fato que a ferida já existente no Grupo do Prefeito Fábio Tyrone há tempo, e agora ficou ainda mais exposta, precisando urgentemente de um especialista para apresentar a receita, remédio certo para a cura, evitando, portanto amputação de qualquer um dos membros de corpo político que governa atualmente os destinos da Cidade Sorriso.


“O tempo não pára!” Já dizia o Poeta, e Cantor Cazuza!



Amigos próximos ao Prefeito Tyrone ainda acreditam na paz!


Tenho Dito


Pereira Jr.
Analista, articulista político, Editor Responsável pelo Portal REPORTERPB - Apresentador

 

Destaques