Em Marizópolis, ex-prefeito revela por quanto saiu um voto nas eleições, desvios de R$ 6 milhões, e sentencia: “compraram 2 mil votos”; Assista

Diante os fatos, provas, documentos acostados na AIJE – Ação de Investigação Judicial Eleitoral, Zé Vieira acredita que se fará justiça no que ele considera “compra de votos” nas eleições municipais

Continua repercutindo a unidade das oposições em Marizópolis, após decidir ingressar todas as lideranças no mesmo partido do  Republicanos, objetivando novos projetos políticos para o Município.


O ex-prefeito, Zé Vieira, comentou que essa Unidade vem desde 2016, e fortaleceu ainda mais com a chegada de “Júnior da Conafer”, e “Galego do Peixe” agora em 2020 nas eleições municipais.


Zé Vieira apontou para atual Gestão no Município de Marizópolis que desde então, não fez nada para o crescimento real da Cidade. “Não construíram nada para o Povo, desprezaram a Cidade, encheram a Cidade de buracos nos calçamentos que eu fiz. Nada fizeram. Conseguiram desviar R$ 6 milhões da Prefeitura, da ir se tornaram muito fortes, comprando votos de R$ 500, R$ 200 reais. É por quer quem vende o voto, não fala não diz, mas foram comprados mais de 2 mil votos”, denunciou.


O ex-prefeito voltou a comentar as conclusões das eleições municipais que teria contado que com essa força econômica, e que então “ficou difícil ganhar as eleições”. “Mas as oposições se saíram bem. O candidato Jefferson, eu sempre falei que era uma das melhores candidatos de oposição do Estado. Jefferson e o Pastor Eudes saíram-se muito bem eleitoralmente, e agora que estamos fortes por quer o povo que votou lá (situação) começou a compreender que eles querem se tornar burgueses na Cidade, e deixaram a Cidade de lado, e abandonaram o povo”.


Zé Vieira entende que neste momento político que vive o Município, dois pontos são fundamentais para a continuidade do projeto das oposições: “unidade e união, fatores principais para a oposição, por quer se rachar torna-se mais fraca a oposição, e torna-se mais forte um Grupo que não teve nenhum interesse pela Cidade de Marizópolis. Os Vereadores (oposição), estão nesta luta conosco. Entendo que eles precisam contribuir com a população fazendo uma oposição consistente para ver se os desvios de recursos públicos diminuem. Os candidatos a vereadores que não se elegeram estão também neste projeto, por quer eles sabem que o melhor projeto para Marizópolis é o de Zé Vieira, Jefferson, Júnior da Pesca, Galego do Peixe, por quer fomos nós que fizemos essa Cidade. Ela precisa avançar. Se Miguel estivesse sido prefeito em 2016, essa cidade era outra, e Jefferson agora colocaria Marizópolis entre as Cidades destacadas e mais bem administrada deste Brasil”, asseverou.


As críticas contra a Gestão Municipal feitas por Zé Vieira continuam: “A única obra feita pelo prefeito anterior (Zé de Pedrinho) foi uma árvore de natal, que qualquer um de nós com R$ 10 mil poderia doar e fazer essa árvore, e o que se elegeu agora, plantou uma árvore. Tenho certeza se as eleições fossem hoje, as oposições venceriam as eleições com uma margem avantajada”.


Durante a entrevista prestada a esse Repórter (Pereira Jr), o ex-prefeito Zé Vieira foi além, e falou das ações judiciais que tramitam na 35ª ZE contra o prefeito eleito, Lucas Braga no dia 15 de novembro de 2020.


Diante os fatos, provas, documentos acostados na AIJE – Ação de Investigação Judicial Eleitoral, Zé Vieira acredita que se fará justiça no que ele considera “compra de votos” nas eleições municipais.


- Realmente houve, não foi uma compra de um, dois, ou três votos, compraram 2 mil votos aqui na Cidade de Marizópolis. Compraram caro. O que chegou na Justiça até agora, o áudio, e outras coisas mais que eu tenho certeza que vão ser suficientes para cassar essa chapa que ganhou as eleições com falcatruas, com irresponsabilidade, compra de votos, com ilegalidade na política a céu aberto, e eu tenho certeza que vai ser revista pela Justiça, completou.


Zé Vieira relatou outras provas que devem ser apresentadas nos autos do Processo Eleitoral, o chamado, “Comitê”, que segundo o ex-prefeito, a chapa vencedora, chegara a contratar cerca de 400 pessoas, cada uma a R$ 400 reais sem prestação de contas partidárias, a situação poderia ser ainda pior.
- Mas não estamos ainda com essas provas em mãos. Eu tenho certeza que a Justiça vai buscar no fundo do poço a verdade que em Marizópolis houve compra de votos, alertou.


Outros fatos mais agravantes no tocante as denúncias feitas pelo ex-prefeito Zé Vieira sobre as eleições Municipais foi o valor em dinheiro pago por cada voto.


Assista aqui a entrevista completa, aonde Zé Vieira comenta a possibilidade de um Filho de Marizópolis sair candidato a Deputado Estadual em 2022, a unidade das oposições, ação que conseguiu ganhar na Justiça, comenta ainda as injustiças praticadas a sua pessoa, e que Marizópolis terá nos próximos dias, um novo prefeito.


Por Pereira Jr.

 

 

Destaques