O Cenário de 2000 se desenhando em 2020 em Sousa

Exatos 20 anos, a mesma cena começa a vislumbrar novamente nas eleições municipais no Município de Sousa

Exatos 20 anos, a mesma cena começa a vislumbrar novamente nas eleições municipais no Município de Sousa.


Naquela época, o empresário, advogado, Salomão Gadelha era desacreditado pelas lideranças políticas locais, mas ele insistiu, e conseguiu registrar sua candidatura a prefeito, e concorreu contra a reeleição do então prefeito, João Estrela que ganhou com ampla maioria nas urnas.


Salomão ficou em 2º lugar. Aproveitou algumas falhas deixadas em tese pelo seu adversário político, ingressou com uma AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) na Justiça eleitoral, e em abril de 2002, João Estrela foi cassado, e Salomão assumiu a Prefeitura e governou até 2008.


Após bem! 20 anos depois, surgi a possibilidade da Advogada Miryam Gadelha, filha do saudoso Salomão Gadelha vivenciar o mesmo cenário. Diante de uma inconstância, indecisão por parte de algumas lideranças políticas das oposições, o campo se abre para que a Filha de Salomão seja a cabeça de chapa das oposições.


Miryam sabe muito bem que é um chance de resgatar o legado do seu Genitor. Uma coisa é certa: Miryam é polêmica igual como foi seu Pai Salomão. Como diz aquele ditado popular: “filho de peixe, peixinho é”.


Caso Miryam decida mesmo assumir a cabeça de chapa da majoritária das oposições vai enfrentar o “Trator” do Prefeito Fábio Tyrone que tem se demostrado afinado com os problemas da Cidade, cujas pesquisas divulgadas recentemente, mostram uma aceitação popular de mais de 70%, e quase todos os dias inaugura uma obra.


Agora se haverá outra “guerra” judicial, se comparando a 2000, isso não posso dizer.


Tenho dito

Pereira Jr.





Radialista/ Apresentador/ Editor do Portal REPORTERPB/ Analista Político/ Universitário da Área de Marketing Digital






Instagram - @pereira_jr1 @reporterpb

Destaques