Racha no PSB, termômetro na Assembleia, de quem lado ficam os Prefeitos de Sousa, e São José de Piranhas?

Ainda na noite desta segunda-feira (09), Edvaldo Rosas falou à Imprensa paraibana e declarou que “mandei excluir meu nome desta lista antidemocrática"

Pegou fogo mesmo o jardim dos girassóis na Paraíba. Após divulgação da nacional, colocando na Presidência do PSB, o ex-governador, Ricardo Coutinho, e na vice, o governador, João Azevedo, fica a evidencia de transferência de responsabilidade para quem vai a culpa do racha partidário.

Ainda na noite desta segunda-feira (09), Edvaldo Rosas falou à Imprensa paraibana e declarou que “mandei excluir meu nome desta lista antidemocrática, e que só agrava a situação no partido porque não aceitamos postura ditatorial em nosso partido”.

O governador João Azevedo disse ao blog do Jornalista Heron Cid: “Portanto, não aceitei participar de nenhuma comissão provisória”.

Fica evidente que a Direção da Nacional jogou no colo do atual Governador, a pecha de provocador do racha no Estado, e não abrirá mão dos princípios ricardistas.

Os observadores políticos agora voltarão os olhares para a movimentação nesta semana na Assembleia Legislativa, por quer é por lá que os termômetros começarão a esquentar.

Depois, os olhares despertarão sob as comissões e diretórios em todo o Estado.

No Sertão duas Cidades chamam atenção: com quem ficam os prefeitos de Sousa (Fábio Tyrone), e de São José de Piranhas (Chico Mendes) com esse racha?

Aguardem!

Pereira Jr.
Articulista, e Analista Político

Destaques