Recomendação

Promotoria requisita informações sobre aplicação de terapia para subtipo de câncer de mama

A requisição foi feita pela 48ª promotora de Justiça de João Pessoa, Maria das Graças de Azevedo, que atua na defesa da saúde.

O Ministério Público da Paraíba recomendou às Secretarias de Saúde de João Pessoa e do Estado que informem se aplicam a terapia desenvolvida para tratar o subtipo HER2+ do câncer de mama metastático através da combinação de medicamentos. A requisição foi feita pela 48ª promotora de Justiça de João Pessoa, Maria das Graças de Azevedo, que atua na defesa da saúde.


Conforme a recomendação, uma terapia foi desenvolvida para tratar esse subtipo do câncer de mama metastático (um estágio mais avançado e agressivo da doença), com o uso do medicamento Pertuzumabe (substância ativa deste medicamento), em combinação com Herceptin (trastuzumabe) e docetaxel, para pacientes com câncer de mama HER2-positivo metastático ou localmente recorrente não ressecável, que não tenham recebido tratamento prévio com medicamentos anti-HER2 ou quimioterapia para doença. "Importantíssimo para um grupo especial de pacientes de câncer de mama”, disse  promotora.

De acordo com a promotora Maria das Graças Azevedo, o medicamento Pertuzumabe foi incorporado pelo SUS, desde 2017, e face ao lapso temporal, não há notícias de sua aquisição e consequente dispensação.

Outubro rosa

A promotora ressalta que o mês de Outubro já é conhecido mundialmente como um mês marcado por ações afirmativas relacionadas à prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. “O movimento, conhecido como Outubro Rosa, é celebrado anualmente desde os anos 90. O objetivo da campanha é compartilhar informações sobre o câncer de mama, promovendo a conscientização sobre as doenças, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade”, informa.

Ainda é destacado que toda mulher com 40 anos ou mais de idade deve procurar um ambulatório, centro ou posto de saúde para realizar o exame clínico das mamas anualmente, além disso, toda mulher, entre 50 e 69 anos deve fazer, pelo menos, uma mamografia a cada dois anos.

Repórter PB

Destaques