Evento

Paraíba Aqui tem SUS: Saúde encerra mostra com trabalhos de João Pessoa e região

O evento, que é uma parceria entre Secretaria de Estado da Saúde (SES) e o Conselho de Secretarias Municipais da Saúde (Cosems), aconteceu em João Pessoa, no Centro de Vivências do Unipê.

A última etapa da II Mostra Paraíba Aqui tem SUS aconteceu nesta quarta-feira (17) com apresentações de experiências bem sucedidas dos municípios da 1ª Macrorregião. O evento, que é uma parceria entre Secretaria de Estado da Saúde (SES) e o Conselho de Secretarias Municipais da Saúde (Cosems), aconteceu em João Pessoa, no Centro de Vivências do Unipê.

Voltada para a construção de um SUS mais forte e de qualidade, a Mostra trouxe a integração entre a Atenção Primária e a Vigilância em Saúde. Por onde passou, a agenda teve o compromisso de realizar uma troca de experiências entre os municípios das três Macrorregiões, com o intuito de melhorar a saúde da população dos territórios.

Para o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, o evento revela a importância da Atenção Primária na saúde do país. “Em um estado como a Paraíba, em que 86% da população depende do SUS, é essencial que a Atenção Primária funcione, para que nós tenhamos uma saúde melhor. A parte de assistência hospitalar, que aparece na mídia, é apenas um complemento. Daí a necessidade de eventos como esse, mostrando o trabalho de todos os profissionais de saúde, no sentido de que a Atenção Primária e a Vigilância em Saúde apareçam mais e a população tome conhecimento da importância das duas”, afirma.

Participando do evento como expositora, a coordenadora de apoio institucional da SES, Daniela Gomes, acredita que expor o trabalho que realizou na área da educação permanente pode ajudar os municípios a melhorar a gestão não só na saúde, mas também em outras áreas.

Com o tema "Diálogos do Cotidiano do SUS", Daniela e a equipe de apoio institucional ofertaram um curso para secretários municipais e coordenadores de atenção básica e vigilância em saúde para contribuir no processo de trabalhos deles.

“Discutimos vários temas, desde a construção do SUS até o planejamento e o financiamento em saúde. Utilizamos a metodologia da problematização para que eles pensassem no processo de trabalho deles. Trouxemos essa experiência para a Mostra pois acreditamos que o SUS não vai ser construído e nem consolidado se a gente não fomentar essa troca de conhecimento. Realizamos essa ação pensando na transformação do trabalho”, pontua.

A prefeita do município de Belém, Renata Barbosa, compareceu ao evento e parabenizou a SES e o Cosems pela inciativa de realizar a Mostra e, ao mesmo tempo, buscar a troca de conhecimentos e experiências entre os municípios. Na ocasião, ela apresentou um trabalho sobre combate à mortalidade. “Viemos de Belém com várias experiências. Essa foi uma ótima oportunidade para as equipes se juntarem, organizarem seus trabalhos, avaliarem seus indicadores. Então, acredito que é um crescimento para toda a equipe de saúde de Belém e de outros territórios”, afirma.

Avaliando a segunda edição da Mostra, a gerente executiva de Atenção à Saúde da SES, Izabel Sarmento, demonstrou satisfação com a produção de trabalho apresentada nos quatro dias. Ela acredita que eventos como esses aproximam o Estado dos municípios e isso é importante para que a SES possa fortalecer ainda mais os territórios e o que eles têm para apresentar enquanto oferta de serviços na Atenção Primária.

“Foram expostas aqui experiências que realmente são resolutivas, que acontecem de fato dentro do território, mudam a vida das pessoas, trazem melhorias para a qualidade de vida, reduzem indicadores como o de mortalidade. Entendemos que o trabalho integrado e articulado entre os diversos setores da saúde, a partir de um planejamento, traz em bons resultados e, assim, conseguimos potencializar o SUS que funciona”, conclui.

Ao todo, 177 experiências foram inscritas na II Mostra Paraíba Aqui tem SUS: Integração da Vigilância em Saúde e Atenção Primária, sendo 34 da 3º Macro etapa Sousa, 24 da 3º Macro etapa Patos, 45 da 2º Macrorregião e 74 da 1ºMacro. Os vencedores de cada etapa foram premiados com a inscrição no III Congresso de Secretários Municipais de Saúde da Paraíba que acontecerá em agosto de 2019, com hospedagem garantida, e publicação nos Anais da Revista da Faculdade Santa Maria.

Trabalhos Premiados

Melhor Experiência 1º Macrorregião:

1º lugar - Estratégias para redução de óbitos por Doenças Crônicas Não Transmissíveis no município de Belém 2017 - 2020 - Renata Christine Freitas de Souza Lima Barbosa, do município de Belém.

2º lugar - Fortalecendo Redes, inovando do fazer comunicação e saúde: Ações para fortalecimento da vigilância da Leishmaniose na Paraíba - Rackynelly Alves Sarmento Soares, do município de Baia da Traição.

3º lugar - Enfrentamento da Sífilis Congênita na Atenção Primária: Uma abordagem conjunta de Vigilância em Saúde e Atenção Básica - Gianeide da Silva Camargo, do município de Mamanguape.

Melhor Experiência do Eixo Temático Vigilância em Saúde:

1º lugar - Utilização dos Sistemas de Informação (SINAN/RMA/SINESP) na construção da Rede de Proteção à mulheres vítimas de violência no município de Belém - Renata Christine Freitas de Souza Lima Barbosa, do município de Belém.

2º lugar - Construção das Estratégias Conjuntas de Vigilância em Saúde e Atenção Básica para ampliação da cobertura vacinal - Gianeide da Silva Camargo, do município de Mamanguape.

3º lugar - Ação de multivacinação e atualização de Cadernetas de Vacinas no município de Guarabira - Fernanda Macedo de Castro, do município de Guarabira.


Melhor Experiência do Eixo Temático Atenção Primária:

1º lugar - Atividades e linguagens lúdicas como Estratégia para Promoção de Saúde Bucal através do Projeto “Eu sou amigo do dentista” - José Roberto de Almeida, do município de Itabaiana.

2º lugar - Matriciamento na Atenção Básica: Inserção da Auriculoterapia na Rede de Saúde do município de Alagoinha - José Felix de Brito Junior, do município de Alagoinha.

3º lugar - A integração entre Atenção Básica e a Atenção Especializada em Saúde Bucal no acolheimento de usuários acamados e domiciliados no município do Conde: Relato de experiência - Josalba Azevedo Alcântara, do município do Conde.

Repórter PB

Destaques