ABRIL VERDE

Proposta por Wilson Filho, ALPB promove nesta quarta-feira audiência pública para discutir saúde e segurança do trabalhador

Para o deputado Wilson Filho, ações dessa natureza são de extrema importância para conscientizar os trabalhadores sobre as condições de trabalho e de saúde, principalmente nessa época de pandemia.

Desde 2013, o movimento Abril Verde realiza atividades durante todo o mês de abril para discutir a situação da saúde e segurança do trabalhador no âmbito da Paraíba. Como parte integrante dessa programação, a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) promove nesta quarta-feira (07), às 15h, uma audiência pública que foi proposta pelo deputado estadual Wilson Filho (PTB). A audiência ocorre de forma remota e poderá ser acompanhada através do canal da ALPB no YouTube (TV ASSEMBLEIA PB).


Para o deputado Wilson Filho, ações dessa natureza são de extrema importância para conscientizar os trabalhadores sobre as condições de trabalho e de saúde, principalmente nessa época de pandemia. “Será um espaço para discutirmos a situação dos trabalhadores paraibanos em vários aspectos e não poderemos esquecer de abordar a forma como estão sendo tratados nessa época de pandemia, já que muitos estão enfrentando longas jornadas de trabalho e atuando sob pressão psicológica”, afirmou Wilson.

O presidente do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho da Paraíba, Nivaldo Barbosa, foi o idealizador da Campanha Abril Verde e destacou que o intuito é alertar todos os trabalhadores e a sociedade em geral sobre a importância da prevenção. “Temos que criar uma cultura da prevenção e isso tem que ser trabalhado já nas escolas. A prevenção é a única forma de salvar vidas e nesse período de pandemia podemos perceber isso na prática. Parabenizo a iniciativa do deputado Wilson Filho por trazer para a Assembleia essa discussão”, afirmou Nivaldo.

A audiência contará com a participação do procurador-geral do Trabalho, Alberto Bastos Balazeiro; procuradora-chefe do Ministério Público do Trabalho na Paraíba, Myllena Formiga; procurador do Trabalho, Carlos Eduardo de Azevedo Lima ; procurador do Trabalho, Raulino Maracajá Coutinho; juíza do Tribunal Regional do Trabalho, Mirella Darc de Melo Cahu Arcoverde de Souza e André Machado, gestor nacional do Programa Trabalho Seguro e juiz do TRT.

Acidentes de trabalho

Segundo os últimos dados do Observatório Digital de Segurança e Saúde do Trabalho, o Brasil registra uma morte por acidente de trabalho a cada 3 horas e 40 minutos. No período de 2012 a 2018, foram contabilizados 17.200 falecimentos em razão de algum incidente ou doença relacionados à atividade laboral. Já na Paraíba, os últimos dados divulgados mostram que no ano de 2018 ocorreram 3.976 acidentes de trabalho e 20 óbitos.

Repórter PB

Destaques