presidio

Mulher é presa ao usar documento falso para visita intima na Paraíba

A mulher será encaminhada ao Sistema Prisional da Paraíba, onde vai aguardar decisão judicial para ser transferida ao Ceará

Uma mulher foragida da Justiça do Estado do Ceará foi presa na tarde deste sábado (16) pela Polícia Civil da Paraíba, no momento em que realizava visitas íntimas a um presidiário de João Pessoa.

 
A mulher, de  33 anos de idade, usava documentos falsos e foi presa em flagrante delito  por equipes da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa (DDF/JP). Ela ė foragida da Justiça do Ceará, onde foi condenada por prática de tráfico de drogas.

 
Segundo a delegada Andréa Melo, da DDF/JP, a mulher estava sendo investigada pela Polícia Civil da Paraíba desde outubro do ano passado. "A equipe da DDF descobriu que  a presa usou documentos falsos para se casar com um presidiário de João Pessoa", informou.

 
"Na época, foram feitas diligências, mas nossa equipe não localizou o cartório em que ocorreu o casamento com uso de documento falso. Apesar disso, continuamos as investigações”, completou.

 
Após novas diligências, a Polícia descobriu que a foragida faria neste sábado uma visita íntima ao marido, que cumpre pena no Presídio Silvio Porto.  As equipes se deslocaram à penitenciária e prenderam a mulher. Ela foi autuada pela delegada Josenise Andrade. "A presa vai responder processo por uso de documentos falsos, falsidade ideológica e ainda cumprirá o mandado de prisão decretado pela Justiça do Ceará" , afirmou.

 
A mulher será encaminhada ao Sistema Prisional da Paraíba, onde vai aguardar decisão judicial para ser transferida ao Ceará.

Repórter PB

Destaques