feira livre

“As feiras livres e as filas das lotéricas não podem se transformar em ponto de contágio do Coronavírus”, disse Anísio Maia

“As feiras livres e as filas das lotéricas não podem se transformar em ponto de contágio do Coronavírus”, disse Anísio Maia

“As feiras livres e as filas das lotéricas não podem se transformar em ponto de contágio do Coronavírus”, disse Anísio Maia

O deputado estadual Anísio Maia (PT) alertou que os municípios não podem se omitir da responsabilidade no disciplinamento das feiras livres e das filas das lotéricas/bancos para evitar a aglomeração de pessoas. "Essa é uma tarefa relativamente fácil e caberia tanto ao Ministério Público quanto aos Procons a iniciativa desta fiscalização", afirmou o petista.

Na visão de Anísio, as filas de lotéricas e bancos devem ser demarcadas com o distanciamento padrão entre clientes e ter um critério de pré-atendimento. Nas áreas externas, sem sombras, deve-se montar tendas para evitar aglomeração e desconforto, principalmente de idosos.

Para o parlamentar, permanecendo como estão, as feiras serão ponto de contágio certo do Coronavírus e as prefeituras poderão ser responsabilizadas. “Já as feiras livres precisam ser reorganizadas urgente. É necessário ampliar seus espaços físicos ou reinstalá-las em locais que permitam um maior espaçamento entre bancas. Esta solução garante a renda e o emprego do feirante sem oferecer perigo aos consumidores.”, concluiu Anísio.

Repórter PB

Destaques