Sousa/PB -
Circuito Verão

Socioeducandos recebem orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis

A ação, denominada de "Papo Cabeça", vai acontecer em outras unidades socioeducativas

Da Redação Repórter PB

21/01/2022 às 17:48

Ads 970x250
Imagem

Tamanho da fonte

O Projeto Circuito Verão, que acontece no período das férias escolares nas unidades socioeducativas da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente "Alice de Almeida" (Fundac), contou com a participação da ONG Cordel Vida, que conversou com os jovens e adolescentes internos no Centro Socioeducativo Edson Mota (CSE) sobre doenças sexualmente transmissíveis (DST), Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e Aids. A ação, denominada de "Papo Cabeça", vai acontecer em outras unidades socioeducativas.


Esse "papo cabeça" teve a coordenação de Andreina Gama, coordenadora do setor Diversidade Étnico-racial, Orientação Sexual e Gênero, que mediou junto à ONG Cordel Vida a conversa com os adolescentes privados de liberdade. A ONG falou de prevenção de ISTs e DSTs e explicou métodos de transmissão do vírus HIV.

“Nós apresentamos as formas que já são conhecidas, como preservativos masculinos e femininos, que hoje chamamos de preservativos interno e externo bem como outras formas de prevenção”, disse Andreina, que fez uma abordagem sobre gênero e orientação, desmistificando a confusão entre as duas categorizações.

O autor do projeto Circuito Verão e coordenador de Esporte, Cultura e Lazer  da Fundac, Nilton Santos, disse que os adolescentes agradeceram a realização do "papo cabeça" e disseram que ficariam mais horas discutindo esses temas que consideram importantíssimos. 

“Ficamos felizes ao observar a recepção do tema pelos socioeducandos. Foi uma tarde de muito esclarecimento, na qual os adolescentes tiraram suas dúvidas e desmitificaram muitas informações a respeito de sexo, orientação sexual, gênero, como também esclarecimentos sobre ISTs”, comentou Nilton.

A ONG Cordel Vida é um Centro de Orientação e Desenvolvimento de Luta pela Vida e sua população prioritária é de pessoas vivendo com HIV/Aids e familiares bem como atende a população geral que abriga jovens (de 20 a  24 anos)  cuja área de atuação é de prevenção e promoção da saúde (orientações, disponibilização de preservativos, palestras, capacitações em saúde, etc, além de também fazer promoção de direitos (cidadania, discriminação, jurídicos etc.)

Após a ação do "Papo Cabeça", os adolescentes do Centro Socioeducativo Edson Mota (CSE) participaram de mais uma sessão do Cine Transformar, sob a coordenação do jornalista e produtor cultural Orlando Junior, que exibiu curtas com a temática LGBTQUIA+ .

Fonte: Repórter PB

Ads 728x90

QR Code

Para ler no celular, basta apontar a câmera

Comentários

Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.