Excelentes Resultados

Três projetos da Escola Sesi da Paraíba são finalistas na Feira Brasileira de Jovens Cientistas

Os projetos participantes do evento serão avaliados pelo público e também por participantes, e os premiados receberão medalhas, certificados e brindes dos patrocinadores

O incentivo à pesquisa através do desenvolvimento de projetos de iniciação científica nas Escolas do SESI na Paraíba tem gerado excelentes resultados. Os alunos da instituição têm conseguido emplacar projetos variados em feiras e eventos nacionais.


Depois de conquistarem premiação na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia - Febrace, no último mês de março, os estudantes da Escola SESI Prata, de Campina Grande, conseguiram classificar três projetos na segunda edição da Feira Brasileira de Jovens Cientistas - FBJC.

Os projetos finalistas da FBJC são: “Lixeira descontaminadora ultravioleta – LDU”, desenvolvida pelos alunos Isabelly Vitória Sousa Rocha, Victor de Oliveira Gadelha e Carlos Daniel da Silva Nogueira; “Análise sensorial do bolo de caneca enriquecido com farinha produzida a partir de cascas de legumes”, proposta pelas alunas Eloísa Pereira Torres e Maria Eduarda Nunes dos Santos; e “Promoção da saúde mental em tempo de pandemia de Covid-19 por meio de jogos” criado pelas estudantes Ana Beatriz de Farias Freire e Jamilly de Sousa Ramos. Todos os projetos foram orientados pelo professor Eduardo Adelino Ferreira, com co-orientação da professora Alexsandra Souza Santos.

Os projetos participantes do evento serão avaliados pelo público e também por participantes, e os premiados receberão medalhas, certificados e brindes dos patrocinadores.

Os trabalhos A lixeira descontaminadora ultravioleta – LDU e Análise sensorial do bolo de caneca enriquecido com farinha produzida a partir de cascas de legumes já haviam sido premiados na Febrace. 

A FBJC acontecerá de forma virtual entre os dias 23 e 27 de junho desse ano. Durante a programação além de apresentações de projetos científicos, serão realizados workshops e uma maratona científica. A Proposta da Feira é aproximar a cultura científica dos alunos da educação básica, para isso o formato do evento é 100% virtual.


Assessoria de Comunicação

Repórter PB

Destaques