Cultura Paraibana

Público já pode conhecer atrações artísticas e formações beneficiadas pela Lei Aldir Blanc PB

Os próprios artistas também estão divulgando as apresentações em suas redes sociais

Shows musicais e de dança, workshops, cursos, palestras e formações diversas, abordando cinema, culinária, dança, questões raciais, moda e outros temas ligados às artes e comportamento estão programados para exibição nas redes sociais. As atividades são frutos dos editais "Chica Barrosa" (formações) e "Fernanda Bevenutty" (apresentações), dois dos 12 editais abertos pelo Governo do Estado via Secretaria da Cultura, com recursos da Lei Aldir blanc, do Ministério do Turismo, que criou ajuda financeira emergencial ao setor cultural por causa da pandemia da Covid-19.

Aberta na segunda-feira (23), essa programação prevê mais de 400 atrações artísticas e formações on-line que serão exibidas até o dia 6 de dezembro, como previsto nos editais. Os artistas e formadores receberão cachês por essa prestação de serviço, que será levada ao público por meio das redes sociais de cada um deles.

O Edital Chica Barrosa aprovou 146 propostas formativas e vai pagar cachês de R$ 2 mil. Já o Edital Fernanda Bevenutty aprovou 329 propostas de apresentações artísticas, com cachês que variam por categoria: solo (R$ 2.000,00), duo (R$ 4.000,00), trios e grupos (R$ 6.000,00), exibição audiovisual (R$ 2.000,00), grafite (R$ 6.000,00), artes visuais/fotografia (R$ 2.000,00) e performance literária (R$ 2.000,00).

Nas redes sociais - Como a programação é extensa e ainda pode ser modificada, já que os artistas e formadores definem data e horário das apresentações – o público será informado pelas redes sociais da Secretaria de Estado da Cultura (SecultPB): secultgovpb (Facebook) e @secultpb (Instagram).

Os próprios artistas também estão divulgando as apresentações em suas redes sociais. De segunda (23) a quarta-feira (25), houve 52 apresentações artísticas pelo Edital Fernanda Bevenutty, Diversas formações também foram ao ar pelo Edital Chica Barrosa.

Repórter PB

Destaques