João Pessoa

PBGás conecta mais um estabelecimento comercial ao gás natural

O empresário Thiago Oliveira destacou como vantagens na utilização do gás canalizado a praticidade por não precisar de reabastecimento e a segurança de não precisar armazenar botijões.

A Companhia Paraibana de Gás (PBGás) já possui uma clientela de 312 estabelecimentos comerciais conectados ao gás natural. O cliente mais novo é o restaurante Cantina do Manoel, que foi aberto recentemente no bairro de Manaíra, em João Pessoa, dando preferência ao combustível mais prático, econômico e seguro.

O diretor-presidente da PBGás, Jailson Galvão, comentou que, mesmo em um período delicado da economia, a companhia continua interligando restaurantes com o reconhecimento dos empresários das vantagens do gás natural como fornecimento contínuo, segurança, eficiência e comodidade. “A cada cliente ligado comemoramos mais empregos gerados, a exemplo do que ocorreu no restaurante Cantina do Manoel, que possui uma tradição familiar e é referência na culinária Nordestina e na deliciosa carne de sol”, afirmou.

O empresário Thiago Oliveira destacou como vantagens na utilização do gás canalizado a praticidade por não precisar de reabastecimento e a segurança de não precisar armazenar botijões. “Estamos satisfeitos com o atendimento ágil da PBGás nesses primeiros dias e com a adequação do gás canalizado aos nossos equipamentos da cozinha ganhamos em segurança e comodidade para funcionários e clientes”, avaliou Thiago, adiantando que o restaurante, pertencente ao mesmo grupo do tradicional restaurante Manoel da Carne de Sol, de Campina Grande, iniciou o atendimento ao público nessa quinta-feira (10) e conta com um time de 25 funcionários.

Vantagens do uso do gás natural no segmento industrial:

- Menor corrosão dos equipamentos e menor custo de manutenção
- Menor custo de manuseio de combustíve
- Combustão facilmente regulável
- Elevado rendimento energético
- Pagamento após o consumo
- Menores prêmios de seguro
- Custo bastante competitivo com outras alternativas
- Baixíssima presença de contaminantes
- Combustão mais limpa
- Não-emissão de particulares (cinzas)
- Não exige tratamento dos gases de combustão
- Rápida dispersão de vazamentos
- Melhoria do rendimento energético
- Maior competitividade das indústrias
- Geração de energia elétrica junto aos centros de consumo

Repórter PB

Destaques