Apresentador

Bial diz que só entrevistaria Lula com detector de mentiras

Apresentador afirmou que o ex-presidente já disse que gostaria de participar, mas que está na lista dos que "dificilmente iriam".

Em entrevista ao Manhattan Connection, Pedro Bial afirmou que só aceitaria que Lula participasse de seu programa, “Conversa com Bial”, se contasse com um polígrafo. Segundo o apresentador, o ex-presidente disse que toparia dar entrevista ao talk show, mas o “convite” não foi aceito.


“O Lula já até disse que gostaria de fazer o programa comigo, mas tinha que ser ao vivo. Pode até ser ao vivo, mas teria que ter um polígrafo acompanhando todas as falas dele”, disse Bial.

O entrevistador afirmou que Bolsonaro também está na lista dos que “dificilmente iriam” ao seu programa. Bial ainda teceu críticas ao atual mandatário do país.

“Ele se alimenta do confronto. Não fosse assim, teria agarrado a oportunidade de ouro há um ano, quando começou a pandemia, para ser o líder de toda a nação. Naquele momento todos aceitariam.”

Bial já recebeu grandes personalidades políticas em seu programa, como o ex-presidente norte-americano Barack Obama, o vice-presidente Hamilton Mourão e o ex-juiz Sergio Moro, quando ainda era ministro da Justiça e Segurança Pública.

Em 2018, o “Conversa com Bial” apresentou edição exclusiva trazendo depoimentos de mulheres abusadas por João de Deus. Na semana seguinte, o médium teve pedido de prisão decretado.

Com Metrópoles

Repórter PB

Destaques