Projeto

Parceria da Sejel e UFCG estimula práticas educomunicativas em escolas

O Projeto da Universidade, sedimentado na democratização do conhecimento, proporciona formação cidadã à juventude, associando Cultura, Educação e Comunicação.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Juventude Esporte e Lazer (Sejel), e o programa de extensão em mídias na educação da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), estão firmando parceria com o intuito de sensibilizar gestores escolares a trabalhar a educomunicação na grade curricular das escolas estaduais.

Também existe a proposta da Sejel para realização de ações do Projeto Viva Estatuto, com formação sobre Estatuto da Juventude, distribuição da Cartilha de formação dos Grêmios Estudantis Livres e palestras sobre o Guia do Conselho Municipal de Juventude para os estudantes das escolas estaduais e Instituto Federal da cidade de Campina Grande. A ideia é que a parceria também se estenda aos demais municípios do Estado, com as palestras do Viva Estatuto sendo facilitadas por professores e estudantes da UFCG sobre a educomunicação.

O Projeto da Universidade, sedimentado na democratização do conhecimento, proporciona formação cidadã à juventude, associando Cultura, Educação e Comunicação. Fomenta a construção de mídias comunitárias, que permitem integrar a escola pública com a comunidade em seu entorno.

Segundo Priscilla Gomes, secretária executiva de Juventude, “diante desta realidade, a Sejel destinará corpo técnico especializado para realização das oficinas e palestras, bem como disponibilizar material impresso para as formações com o intuito de visibilizar o tema e assim gerar um mapeamento e diagnóstico dos principais eixos de protagonismo juvenil na cidade de Campina Grande”.

Já o programa de extensão deverá trazer em seu arcabouço de formação a prática da educomunicação e da mídia-educação, enquanto desenvolvimento de habilidades informacionais e comunicacionais, a condição necessária para o fortalecimento da democracia cidadã pela profissionalização dos jovens assistidos.

“As práticas extensionistas são primordiais para a universidade. Permitem que ela cumpra o seu papel social ao levar para a comunidade os saberes construídos na academia. O Programa de Extensão Mídias na Educação beneficia tanto os estudantes dos cursos de bacharelado em Design e em Comunicação Social com linha de formação em Educomunicação como também alunos da rede estadual de ensino. Agora, a Escola Estadual Monte Carmelo, no bairro do Pedregal, será o primeiro colégio a aportar esse projeto tão inovador ”, concluiu a professora Lígia Beatriz Carvalho de Almeida, coordenadora do Programa.

Os gestores escolares interessados em receber outras informações das ações do projeto Viva Estatuto podem entrar em contato com a Sejel pelo telefone (83) 3211-8742.

Repórter PB

Destaques