Reforma

Em Sousa, Tyrone encerra programação de ações de 2019 com inauguração do Centro Histórico Cultural professora Dodora

Após reforma, torna-se um novo centro cultural com cine teatro, exposições de artes e sede da Fundação Municipal de Cultura.

O prefeito Fábio Tyrone inaugurou, nesta segunda-feira (30/12), o Centro Histórico Cultural Professora Dodora. O prédio do Colégio Cônego José Viana (Colégio Comercial), tombado como Patrimônio Histórico-Cultural do Município, é uma das obras arquitetônicas mais antigas da cidade. Após reforma, torna-se um novo centro cultural com cine teatro, exposições de artes e sede da Fundação Municipal de Cultura.

O local agora integra o Complexo Cultural, que se firma como equipamento de difusão da arte e da cultura de Sousa. Para celebrar o momento, foi exibido o filme Bacurau, obra de produção brasileira em 2019, reconhecida com três premiações internacionais.

A cerimônia de inauguração foi bastante prestigiada pela população e familiares da homenageada. Estiveram presentes do prefeito Fábio Tyrone, vice-prefeito Zenildo Oliveira, deputado Estadual, Lindolfo Pires; presidente da Câmara Municipal de Sousa, Radamés Estrela; ex-prefeito de Sousa, João Estrela; vereadores, secretários e demais servidores do Município.

O prefeito Fábio Tyrone enumerou aspectos essenciais que revelam a importância da restauração do antigo prédio do Colégio Comercial; o valor histórico do prédio como patrimônio histórico e a sua viabilidade como espaço de expansão da formação cultural. "Esse local de muito valor histórico vinha sendo perdido por abandono progressivo ao longo de pelo menos 14 anos. Foram vários meses de luta para que fosse possível entregá-lo restaurado à população de nossa cidade”, explicou.

“Finalizamos a programação de 2019 com muita simbologia ao entregarmos esse lindo Centro Histórico Cultural ao povo de nossa cidade. É um momento de muita felicidade ao homenagear a professora Dodora: uma educadora que fez muito pela educação de Sousa. Vamos continuar vencendo com trabalho em 2020”, disse.

Conforme Zenildo Oliveira, o ano de 2019 foi finalizado com a entrega de um equipamento de fundamental importância na formação e difusão artística e cultural, um grande atrativo de lazer e entretenimento para as famílias sousenses. Segundo ele, investir em cultura é imprescindível em qualquer contexto de cidadania. “Os sousenses estão de parabéns em contar com essa instituição que vem enriquecer nossa cultura. É um momento de muita felicidade em participar dessa celebração”, externou.

Para o presidente da Fundação Municipal de Cultura, Augusto Ferraz, o Centro Histórico Cultural é uma grande vitória para a cidade de Sousa. Ele ainda destacou em empenho do prefeito Tyrone e toda equipe de governo em proporcionar a entrega do equipamento ao povo de Sousa. “A inauguração desse espaço mostra que a gestão contempla todas as áreas. É um momento de muita realização em fazer parte dessa gestão que tem olhar para o progresso, especialmente para nossa cultura”, acrescentou.

O filho da homenageada, Manuel Gadelha de Oliveira Júnior, conhecido popularmente como Júnior de Dodora, agradeceu ao prefeito Tyrone por sua mãe ser homenageada com o nome do Centro Histórico Cultural. “Certeza que minha mãe está muito feliz por esse momento. Ela sempre valorizou a educação e cultural como essenciais para a formação de um cidadão. É um momento muito especial para todos nós familiares da inesquecível professora Dodora, uma mãe exemplar e uma professora que era apaixonada por sua profissão”, destacou.

O Centro Histórico Cultural de Sousa tem sala de cinema com auditório para apresentações culturais, espaço para exposições, restaurante,
camarins, toaletes com acessibilidade e locais para hospedagem de artistas que irão participar de apresentações.

Repórter PB

Destaques