Sousa/PB -
colheita

Empaer acompanha colheita do arroz vermelho no Vale do Piancó

Ele lembra que, em 2018, a área total plantada com a cultura foi de 872 hectares.  Já neste ano, foi de apenas 305, uma redução de 75%

Da Redação Repórter PB

18/05/2022 às 12:28

Ads 970x250
Imagem Colheita produtiva do Arroz no Vale do Piancó

Colheita produtiva do Arroz no Vale do Piancó ‧ Foto: divulgação

Tamanho da fonte

Agricultores familiares assistidos pela Empresa Paraibana de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Empaer), vinculada à Sedap começaram, neste mês de maio, a colheita do arroz vermelho em todos os municípios produtores da região do Vale do Piancó.

Diferentemente dos anos anteriores, segundo estimativa dos extensionistas, a produção do arroz vermelho foi reduzida em mais de 70% neste ano, já que a previsão de colheita é de aproximadamente 360 toneladas porque as áreas estão sendo ocupadas pela pecuária.

De acordo com o extensionista rural Ernani José Diniz, da Gerência Operacional da Empaer de Itaporanga, a cultura do arroz vermelho, apesar de sua importância para a segurança alimentar e geração de renda local, tem perdido espaço em suas áreas de cultivo, substituídas por pastagens para bovinocultura de leite e corte. Outro fator que tem contribuído para a redução de áreas plantadas, diz respeito a irregularidade de chuvas dos últimos anos na região.

Ele lembra que, em 2018, a área total plantada com a cultura foi de 872 hectares.  Já neste ano, foi de apenas 305, uma redução de 75%.

Ibiara - A produção de arroz vermelho no município de Ibiara se constitui em uma atividade de grande rentabilidade e é cultivada por agricultores familiares que executam seus plantios em pequenas áreas denominadas de várzeas ou lagoas. A exemplo dos demais municípios integrantes da região do Vale do Piancó, o plantio acontece na segunda quinzena do mês de dezembro, já a colheita ocorre em maio.

Neste ano, em virtude das chuvas irregulares, com índice registrados abaixo da média, a produtividade alcançada foi de 1.500 quilos por hectare, numa área plantada de 25 ha, resultando um total de 37.500 quilos colhidos. Parte do arroz plantado é consumida pelas famílias dos agricultores e o excedente comercializado localmente, e também pela Prefeitura Municipal para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

No município, o trabalho de produção de arroz tem o acompanhamento do extensionista Francisco Ramalho, mais conhecido por Zélio, e da gerente regional da Empaer em Itaporanga, Roméria Pereira.

Atualmente, o arroz vermelho é produzido em 17 municípios polarizados pelo Vale do Piancó. Destacando-se, entre eles, Santana dos Garrotes, Pedra Branca, Nova Olinda, Itaporanga, Diamante e Ibiara, responsáveis por cerca de 60% da área cultivada, beneficiando centenas de famílias agricultoras com a geração de postos de trabalho, de renda, e de segurança alimentar e nutricional.

Fonte: Repórter PB

Ads 728x90

QR Code

Para ler no celular, basta apontar a câmera

Comentários

Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.