Polícia Civil

Borracheiro é detido acusado de maus tratos a animais no sertão do estado

As aves ficarão em um viveiro até aprenderem a viver na natureza, em seguida serão soltas em uma reserva particular de proteção natural.

Um borracheiro bastante conhecido na cidade de Piancó foi preso e conduzido à Delegacia da cidade sob a acusação de maus tratos a animais, por manter 35 aves presas em gaiolas.

Policiais Civis de do Grupo Tático Especial da 17 DSPC em Itaporanga e policiais da delegacia de Piancó receberam uma denúncia anônima que o borracheiro teria diversas aves em cativeiro. Ao chegarem no endereço, os Policiais encontraram diversas aves, sendo: 03 sabiás laranjeiras; 03 sabiás brancas; 02 pássaros pretos; 02 azulões; 02 chofreus; 03 galos de campina; 01 galinha de campina; 01 azulão fêmea; 07 bigodes; 01 casal de caboclo; 01 casal de canário; 01 tico tico; 01 chechél; 01 bigolado; 01 casal de pápa; 01 canário e 01 cibito; foram apreendidas 33 gaiolas;

O Borracheiro afirma ter autorização apenas para criar as seguintes aves: Os 03 sabiás laranjeiras, 02 chofreus, 01 azulão fêmea e 01 sabiá branca.

Policiais da 3ª CIA AMBIENTAL de Patos foram até a cidade de Piancó, onde fizeram a apreensão das aves e das 33 gaiolas.

As aves ficarão em um viveiro até aprenderem a viver na natureza, em seguida serão soltas em uma reserva particular de proteção natural.

Repórter PB

Destaques