Evento

Seminários do PB Rural Sustentável reúnem agricultores de Itaporanga, Patos e Princesa Isabel

Após as apresentações de estratégias de implementação do Programa PB Rural, foram realizadas as exposições dos técnicos do Cooperar sobre o Fortalecimento Institucional.

Cerca de 500 agricultores participaram dos Seminários do PB Rural Sustentável no Sertão paraibano. O coordenador geral do Projeto Cooperar, Omar Gama, destacou durante a realização do evento, no município de Princesa Isabel, a participação nos eventos. “A cada semana, a cada reunião estamos vendo um crescimento popular nas ações do PB Rural. Esta semana estivemos em Patos e Itaporanga que foi um sucesso de participação e, nessa quinta-feira (12), estávamos na cidade de Princesa Isabel encerrando a semana também com muito sucesso”, comemorou.

Omar disse, ainda, que a participação dos agricultores, das associações e cooperativas, bem como, das lideranças políticas dos municípios envolvidos é importante porque, com a troca de experiência, “nós teremos subsídios para levar para a missão do Banco Mundial, que está chegando no início do mês de outubro, todas as questões que essas representações rurais têm também. Então, esse saldo é muito positivo e espero que nas duas próximas semanas nós tenhamos realmente uma conclusão completa de tudo que foi desenvolvido nos seminários”, argumentou.

De acordo com o secretário executivo da Agricultura Familiar, Jonildo Cavalcanti, que representou o titular da pasta, Luiz Couto, o Governo do Estado entende a importância da agricultura familiar, e chama a atenção para os investimentos empreendidos através do PB Rural Sustentável. “Nós temos que fazer ele multiplicar 10 vezes mais, para trazer resultados e dignidade para as famílias, e condições de vida melhor e investimentos para nosso povo. Então vamos trabalhar juntos porque a Paraíba terá um grande avanço na agricultura familiar nos próximos quatros anos onde estarão sendo aplicados os recursos do PB Rural”, afirmou.

O prefeito de Princesa Isabel, Ricardo Pereira do Nascimento, observou que é preciso que o dinheiro do povo seja otimizado e utilizado racionalmente como os R$ 320 milhões, que serão aplicados pelo PB Rural. Ele agradeceu ao Governo do Estado, através da equipe do Projeto Cooperar, e disse que espera “em breve dividir as alegrias nesse grande programa que só vem beneficiar a agricultura familiar, e que é de extrema potencialidade para o desenvolvimento sustentável da Paraíba. Recursos que serão bem empregados nas diversas regiões do Estado”.

Para o gerente regional do Projeto Cooperar, com sede na cidade de Patos, José Benigno Filho, que vai assistir 47 municípios das regiões da Serra do Teixeira, Vale do Piancó e do Médio Sertão, os seminários de divulgação realizados nessas cidades sede: Itaporanga, Patos e Princesa Isabel, superaram as expectativas em termos de participação dos municípios envolvidos, e contou ainda com a presença ativa dos beneficiários do PB Rural que foram conhecer as ações, metas e formas de apresentar demandas. “Registro também a participação de prefeitos, vereadores, secretários de agricultura familiar, sindicalistas e de outras organizações rurais”, enfatizou Zé Filho.

O secretário de Agricultura Familiar de São José de Princesa, Damião Ferreira Bezerra, lembrou os benefícios do Cooperar para as comunidades rurais do município. Elas receberam apoio do Cooperar I e II, como por exemplo: cisternas, eletrificação rural em diversas localidades, além de reforma em 49 residências na zona urbana. Damião espera poder adquirir novas cisternas calçadão e dois projetos: um voltado para beneficiamento de frutas cítricas e outro para o desenvolvimento do artesanato da cidade, que vise implementar a rota turística local, que hoje é direcionada para o município de Triunfo (PE).

A agricultora e secretária da Associação Quilombola Livramento, sediada em São José de Princesa, Eurides Paula Santos salientou que a comunidade adquiriu, entre os anos de 2003 e 2006, 39 cisternas; e em 2013, 36 complexos sanitários. As 67 famílias assentadas, que representam 300 pessoas, almejam agora do Cooperar III, novas cisternas do tipo calçadão e um projeto de avicultura. Para Eurides, o seminário foi importante porque pode conhecer as ações do PB Rural, e como deve proceder para conseguir outros benefícios para sua comunidade.

O evento, em Princesa Isabel, aconteceu no salão de atividades da Secretaria de Ação Social local, realizado pelo Governo do Estado da Paraíba, através da Secretaria de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds) e Projeto Cooperar. As cidades convidadas foram as seguintes: Água Branca, Imaculada, Juru, Manaíra, Princesa Isabel, São José de Princesa, Desterro, Maturéia, Teixeira e Tavares.

Os seminários reuniram representantes dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS); de Organizações de Produtores Rurais (associações e cooperativas); de Sindicatos dos Trabalhadores Rurais (STR) e agentes dos Poderes Legislativo e Executivo dos municípios envolvidos.

Após as apresentações de estratégias de implementação do Programa PB Rural, foram realizadas as exposições dos técnicos do Cooperar sobre o Fortalecimento Institucional, pela coordenadora Nalfra Batista; Salvaguardas Socioambientais, pela gerente de Operações, Elisane Abrantes; Acesso à Água e Redução da Vulnerabilidade Agroclimática, pelo técnico João Guilherme; e Alianças Produtivas, pela coordenadora Valdecy Freire.

Em seguida, aconteceu uma roda de conversas entre os técnicos do Cooperar e os representantes dos municípios envolvidos, coordenado pelo gerente de Planejamento, Gestão e Monitoramento, Flávio Luna. Os coordenadores de Licitações e Aquisições e de Tecnologia da Informação, respectivamente, Gilson Frade e Eduardo Vicentin, também estavam presentes.

Na próxima semana, os Seminários do PB Rural Sustentável, vão ocorrer entre os dias 17 e 19, nos municípios de Soledade (17); Sumé (18); e Campina Grande (19). Além de Cuité (24); Bananeiras (25) e Itabaiana (26).

Repórter PB

Destaques