Sertão do Estado

Hospital Regional de Patos agora integra o Projeto de Reestruturação de Hospitais Públicos

O projeto já contempla outros 56 hospitais públicos no país, localizados nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, áreas onde o número de casos de Covid cresceu muito nos últimos meses

O Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro (CHRDJC), de Patos, foi aprovado para participar do projeto "Reestruturação de Hospitais Públicos (RHP)", desenvolvido, desde 2009, pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz, por meio do Proadi-SUS. 


O objetivo da ação é contribuir com a gestão de hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS), promovendo uma melhor sistematização de processos assistenciais, administrativos e gerenciais, que reduzem os riscos aos pacientes, familiares e colaboradores e promovem melhorias à assistência, seguindo os princípios do Programa Nacional de Segurança do Paciente, do Ministério da Saúde. E o primeiro ciclo do projeto já começa com uma reunião no dia 14 de julho, na sede da Secretaria Estadual de Saúde, em João Pessoa.

“Em tempos de pandemia da covid-19, qualquer suporte que nos permita prestar uma melhor assistência, com foco em gestão e segurança aos pacientes suspeitos ou confirmados da covid-19, é muito bem-vindo”, destaca o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, que comemorou a aprovação do ingresso da unidade ao projeto, lembrando que ele agregará para a unidade um conjunto de ações que fortalecerão o processo contínuo de melhoria que já está em andamento na unidade desde o ano passado. Entre as ações que serão realizadas incluem-se videoconferências semanais para as equipes de saúde específicas em área multiprofissional, com foco no coronavírus.   

Sobre o Projeto - O Projeto de Reestruturação de Hospitais Públicos (RHP) é uma ação de intervenção e de instrumentalização em gestão em saúde que desenvolve ações para fortalecer e fomentar melhorias nos processos assistenciais, administrativos e gerenciais dos hospitais do SUS, com enfoque na avaliação e no monitoramento contínuo de processos, na redução de custos e no gerenciamento consciente de recursos humanos e materiais, consequentemente contribui para a padronização de rotina e a redução de riscos aos pacientes, aos familiares e trabalhadores da saúde. 

O projeto já contempla outros 56 hospitais públicos no país, localizados nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, áreas onde o número de casos de Covid cresceu muito nos últimos meses.

Repórter PB

Destaques