Boletim

Ministério da Saúde divulga dados epidemiológicos da covid-19 no Brasil

Boletim Epidemiológico nº 52 apresenta aumento no número de óbitos e de novos casos na comparação com a semana anterior.

O novo Boletim Epidemiológico sobre a covid-19 apresentou aumento no número de novos casos e de óbitos pela doença entre os dias 21 e 27 de fevereiro de 2021 (Semana Epidemiológica 8) em comparação com a semana anterior. O documento mostra que o cenário epidemiológico da covid-19 é heterogêneo entre as diferentes regiões do país.

Durante a Semana Epidemiológica 8 de 2021 foram registrados 54.012 novos casos, o que representa um aumento de 15% em comparação com a semana anterior. O registro de óbitos na SE 8 foi de 8.244, representando um aumento de 11% em relação à SE 7.

Quanto ao registro de novos casos, destaca-se o aumento em 17 estados e no Distrito Federal, a redução em 6 e estabilização em 3. Dentre as 10 UF com maiores números de casos novos registrados na SE 8, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná registraram os maiores números absolutos, respectivamente, acompanhados por Piauí, Rondônia, Maranhão, Amapá, Paraíba, Mato Grosso do Sul, Bahia, Pará, Espírito Santo, Distrito Federal, Acre, Tocantins e Goiás. Apresentaram redução no número de novos casos: Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Alagoas, Ceará, Pernambuco e Sergipe. A estabilização dos casos ocorreu no Amazonas, Mato Grosso e Roraima.

Em relação ao registro de novos óbitos, foi observado um aumento em 17 estados e no Distrito Federal, estabilização em sete e diminuição em quatro estados. As reduções de novos casos foram apresentadas em Pernambuco, Amazonas, Rondônia e Goiás. Amapá, Acre, Mato Grosso, Alagoas, Minas Gerais, Espírito Santo e Roraima apresentaram estabilização, enquanto o aumento foi registrado em São Paulo, Pará, Rio de Janeiro, Paraíba, Distrito Federal, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Paraná, Bahia, Sergipe, Rio Grande do Norte, Piauí, Rio Grande do Sul, Ceará, Tocantins e Santa Catarina.

VIGILÂNCIA LABORATORIAL

O diagnóstico laboratorial se destacou como uma das ferramentas para confirmar os casos e, principalmente, para orientar estratégias de atenção à saúde, isolamento e biossegurança para profissionais de saúde. Desde o início da pandemia, a pasta vem garantindo a disponibilidade de testes RT-PCR para todo o país, permitindo que o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) possa procurar o serviço de saúde e realizar o teste, quando prescrito pelo profissional de saúde.

Até 27 de fevereiro, foram realizados 11.375.820 exames para covid-19 na rede pública de saúde, passando de 1.651 exames para Covid-19 em março de 2020 para 307.772 exames em fevereiro de 2021. A média diária de exames realizados passou de 1.148 em março do ano passado para 57.263 em janeiro deste ano.

O Ministério da Saúde se mantém à disposição dos estados e municípios para dar suporte às ações de monitoramento, diagnóstico, tratamento e acompanhamentos dos casos, além de incentivar as ações de prevenção e assistência precoce nos serviços de saúde do SUS.

Repórter PB

Destaques