Homenagens

Profissionais do Hospital Metropolitano são homenageados por atuação no combate à Covid-19

A honraria foi concedida pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau), unidade sediada em João Pessoa, por meio do projeto Anjos da Saúde

Mais de 100 profissionais receberam medalhas de agradecimento pelo empenho frente às atividades desenvolvidas no tratamento da Covid-19 com os pacientes internos no Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires e na unidade de campanha erguida no estacionamento do Hospital Metropolitano – Hospital Solidário.

A honraria foi concedida pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau), unidade sediada em João Pessoa, por meio do projeto Anjos da Saúde. “Criamos esse projeto para honrar os profissionais que atuaram e que continuam na linha de frente no combate à Covid-19. Como instituição de ensino, acreditamos que essa ação é importante também para os nossos alunos, pois mostramos o quanto o trabalho que eles irão desempenhar importa”, explicou o diretor geral da Uninassau, Marcus Gava.

Na ocasião, o maqueiro Paulo Camilo agradeceu a homenagem em nome de todos os profissionais. “Esse é sem dúvidas um momento de bastante emoção para todos nós que vivenciamos dias de combate, e que seguimos trabalhando aqui no Metropolitano. É com grande alegria que estamos recebendo essa medalha, um símbolo de conquista, de força e vitória também, pois vencemos juntos a cada dia, e através de cada alta concedida. Minha gratidão a Deus e a todos por esse momento”, declarou.

De acordo com o diretor geral do Hospital Metropolitano, Antônio Pedrosa, nunca se vivenciou tempos tão desafiadores. “Esse também é um tempo de valorizar pessoas essenciais que se dedicam e fazem o melhor em defesa da vida. Agradecemos e reconhecemos o compromisso, a humanização e a dedicação dos nossos profissionais. Estamos orgulhosos pelo time que temos, que desde março trabalha com muita dedicação, por vezes arriscando a própria vida, para salvar tantas outras vidas. E, graças a esse trabalho, mais de 800 pacientes tiveram sua saúde restabelecida e retornaram às suas famílias”, ressaltou.

Repórter PB

Destaques