Pacientes

Números de vítimas de acidentes de trânsito têm redução de 12% no Trauma de JP

Em 2020 foram 629 usuários, enquanto no ano passado 699, representando uma queda de 10%.

Com a terceira semana de isolamento social, uma das medidas do Governo do Estado para evitar o avanço do coronavírus (Covid-19), o Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, tem registrado redução nos números gerais de atendimento aos acidentados de trânsito. No mês de março, essa redução foi de 12%.

De acordo com o setor de estatística, foram registrados 776 atendimentos, do dia 01 a 31 de março de 2020, número 12,6% menor que o registrado no ano anterior, com 888 entradas. A diminuição também foi sentida em relação às vítimas de acidentes de motocicletas, sendo um pouco menor. Em 2020 foram 629 usuários, enquanto no ano passado 699, representando uma queda de 10%.

Para o diretor geral da instituição, Laercio Bragança, essa diminuição é um ponto positivo da medida de contenção, que obrigou a população a ficar em casa. “Com relação aos números de acidentes com motociclistas, se deve pelo fato das pessoas estarem mais em suas residências, consequentemente, aumentarem os pedidos delivery (entrega em casa)”, ressaltou.

Durante o mês de março, também tiveram outras ocorrências envolvendo trânsito, foram: acidente de automóvel (54), atropelamento (50), acidente de bicicleta (40) e acidente de ônibus (um). Com relação a 2019, estes acidentes também tiveram redução: acidente de automóvel (68), atropelamento (70) e acidente de bicicleta (51).

Segundo Laercio Bragança, outro fator positivo foi a mudança de perfil destes acidentados. “Vale ressaltar que a maioria das vítimas graves (múltiplas fraturas), vinha das BRs. Em consequência do isolamento, os acidentes passaram a ser mais urbanos, contribuindo para uma diminuição na gravidade dos acidentes”, concluiu.

Perfil - O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena não atende casos suspeitos de Covid 19, somente casos de urgência e emergência voltados para situações de média e alta complexidade, a exemplo de vítimas de trauma (acidentes e desastres), violência, queimadura, Acidente Vascular Cerebral (AVC) e hemorragias digestivas.

Repórter PB

Destaques