Unidade Hospitalar

UTI do Hospital de Mamanguape completa 5 anos com 11 mil diárias em internações

Os serviços prestados aos moradores do Vale do Mamanguape foi um divisor de águas no contexto da saúde dessa região

  • Com 10 leitos acomodados em um espaço com equipamentos modernos e uma estrutura nos padrões recomendados pela Associação Brasileira de Terapia Intensiva, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral de Mamanguape já ultrapassa a marca de 11 mil diárias de internações nesses 5 anos de funcionamento, uma média de 2.200 diárias/ano. Os serviços prestados aos moradores do Vale do Mamanguape foi um divisor de águas no contexto da saúde dessa região, proporcionando pela primeira vez o acesso da comunidade a este tipo de assistência.

    Além dos números, o serviço também chama a atenção pela política de humanização dirigida aos pacientes. Entre as ações realizadas, destacam-se a estrutura adaptada para propiciar ao paciente e aos seus acompanhantes um ambiente aconchegante e harmonioso, com fotos de pontos turísticos do estado, estrategicamente colocadas no teto de cada leito, permitindo ao assistido experimentar a sensação de interação com as paisagens. Outras ações realizadas são os trabalhos de musicoterapia e o acompanhamento prestado pela equipe multiprofissional.

    De acordo com o relato do senhor Marinaldo de Carvalho Meireles, 63 anos, morador da cidade de Itapororoca, um dos assistidos pelo serviços, os atendimentos a ele ofertados contribuíram na sua recuperação. “Cheguei temeroso, mas encontrei um ambiente acolhedor e com profissionais atenciosos. Minha satisfação está em 200%. Até uma foto da natureza, como que vista por uma janela tem lá, tudo que vive lá dentro ajudou na minha recuperação. Não tenho do que reclamar”, destacou.

    O diretor geral da instituição, Reginaldo Lota, ressaltou a importância das UTIs do HGM não só para os moradores do Vale do Mamanguape, mas também para toda a Paraíba. “Sabemos que no país inteiro o número de leitos de UTI ainda é insuficiente para a alta demanda de pacientes graves. Contudo, nossa região usufrui dessa assistência, de forma que a comunidade não precisa mais buscar vaga em uma unidade de outra região, como antes ocorria. A existência das UTIs em nossa unidade contribui para desafogar o fluxo na rede estadual de saúde, e prestar o melhor cuidado para aquele que dela necessita”, pontuou.

    A UTI Adulto do Hospital Geral de Mamanguape é um setor que tem por característica tratar de pacientes graves e gravíssimos recuperáveis. A faixa etária predominantemente é de idosos, o que representa mais de 70% da demanda do setor. Além de seus 10 leitos equipados com ventilação mecânica e monitores multiparâmetros, o setor ainda conta com procedimentos como gasometria arterial, hemodiálise, curativos de grande porte, hemotransfusão e traqueostomia. Tudo isso sob os cuidados diários de uma equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros, odontólogos, fisioterapeutas, técnicos em enfermagem, além do apoio da Nutrição Hospitalar, Atenção Psicossocial, Serviços Gerais.
Repórter PB

Destaques