#eleição2018

Em reunião com delegados, Daniella reafirma compromisso com valorização da Polícia Civil da Paraíba

Daniella Ribeiro, candidata ao Senado Federal pelo Progressistas, esteve reunida nesta quinta-feira (13), com representantes da Associação de Defesa

Categoria luta, entre outros pontos, por autonomia financeira e administrativa, padronização de delegacias e concurso público

 

Daniella Ribeiro, candidata ao Senado Federal pelo Progressistas, esteve reunida nesta quinta-feira (13), com representantes da Associação de Defesa das Prerrogativas do Delegados de Polícia da Paraíba (Adepdel-PB). Na ocasião, Daniella conheceu o Plano de Segurança Pública, um estudo detalhado que tem como foco a reestruturação da Polícia Civil da Paraíba. Mais que ouvir, Daniella reafirmou o compromisso de lutar pelos anseios dos policiais em Brasília, sendo eleita senadora.

A associação foi representada pelo presidente Steferson Nogueira e pelos delegados e também membros da Adepdel, Roberta Neiva, Emília Ferraz, Antônio Brayner e Bergson Vasconcelos. Na reunião com Daniella, a diretoria apresentou dados referentes à realidade da Polícia Civil da Paraíba, como, por exemplo, o fato de que a média nacional é de um policial civil para cada 1.591 habitantes. Na Paraíba, em delegacias e na atividade meio, a média é de um policial para cada 2.222 habitantes.

“Sabemos que não há como falar em Segurança Pública sem falar no pessoal, no humano. Precisamos valorizar o nosso policial, aquele que vai às ruas e arrisca a vida por todos nós, para que ele tenha, ao mínimo, um salário decente e boas condições para executar a sua missão”, afirmou Daniella.

Outro problema apontado durante a reunião foi em relação a não padronização das delegacias (das quais, 79% funcionam em prédios locados ou cedidos), a falta de autonomia financeira e a precariedade da estrutura tecnológica. A Paraíba é um dos três estados que não dispõem de sistema informatizado nas delegacias, o que compromete avanços no combate ao crime e à Segurança Pública como um todo.

Dentre as principais propostas destacadas pela Adepdel estão: concurso público com 2.043 vagas para policiais civis e 712 para servidores administrativos; padronização das delegacias; incorporação da bolsa-desempenho, sem perdas para os policiais; criação de um Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR); autonomia financeira e administrativa; e informatização e virtualização de todos os procedimentos da Polícia Civil.

Repórter PB

Destaques