tráfico

Polícia prende suspeitos e apreende armas e drogas durante ações na Paraíba

Nas buscas foram encontradas substâncias semelhantes à maconha e crack e uma pistola calibre 7.56 e 21 munições do mesmo calibre

O trabalho da Polícia Militar segue intensificado para coibir ações criminosas e promover segurança pública em todo o estado. A ação mais recente ocorreu na tarde deste sábado (17), quando um suspeito foi detido pela Polícia Militar, na cidade de Bayeux, após serem localizadas em sua posse uma arma de fogo e drogas. O indivíduo, que já é conhecido pela prática de tráfico de entorpecentes, foi preso no bairro de Tambaí por policiais da 4ª Companhia independente.


Nas buscas foram encontradas substâncias semelhantes à maconha e crack e uma pistola calibre 7.56 e 21 munições do mesmo calibre. A ocorrência foi encaminhada à 6ª Delegacia Distrital, em Santa Rita.


Mais cedo, no fim da manhã, mais uma arma foi apreendida na cidade de Campina Grande, após uma abordagem realizada por policiais militares do 2º Batalhão. O fato se deu nas proximidades do presídio Serrotão, quando os militares abordaram um veículo suspeito no local, sendo encontrado em seu interior um revólver calibre 38 com seis munições. Não sendo apresentado qualquer documento que legalizasse a posse da arma, o motorista do veículo foi conduzido com o material à Central de Polícia Civil.


A terceira arma de fogo foi apreendida na noite de sexta-feira (16), por policiais militares do 5º Batalhão, que foram acionados e prenderam um suspeito que teria praticado assaltos no bairro do Geisel, na capital. Com o indivíduo foi apreendida uma espingarda calibre 12, que foi apresentada na Central de Flagrantes, juntamente com o suspeito.


MAIS AÇÕES - Ainda na noite dessa sexta-feira, outra arma de fogo foi apreendida no bairro do Alto do Mateus, na capital. Após denúncias, militares da Força Tática do 1º Batalhão se depararam com um grupo de indivíduos que, ao perceber a presença dos militares, evadiu-se do local abandonando um revólver, que foi entregue na Central de Flagrantes.

Repórter PB

Destaques