Agreste do Estado

Presidente da FIEP entrega 15 novos capacetes de tratamento respiratório ao prefeito de Campina Grande

A iniciativa objetiva atender pacientes que necessitam de oxigênio, sem a necessidade da intubação

Na manhã desta quinta-feira (22), o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba, Francisco Gadelha, entregou ao prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, 15 capacetes de respiração não-invasiva (ELMO), que serão utilizados no enfrentamento da Covid-19. Na prática, trata-se de um equipamento de respiração assistida, não invasivo e mais seguro para os pacientes e profissionais da saúde. 


Durante a entrega simbólica, o presidente Francisco Gadelha, falou sobre a iniciativa. “A Federação das Indústrias desde o princípio da pandemia entendeu que essa seria uma situação relativamente prolongada e que precisava da nossa contribuição. Ainda temos expectativas de medicamentos, de novas remessas de vacinas e, assim, o SENAI do Ceará juntamente com a Universidade de Fortaleza (Unifor) conseguiram desenvolver um equipamento fantástico que reduz em cerca de 60% dos casos de Covid, a necessidade de intubação”, disse Gadelha. “Sendo assim, com o apoio do Departamento Regional do SESI, estamos conseguindo adquirir alguns desses equipamentos e distribuir com algumas cidades para que o poder público possa mitigar essa necessidade de intubar os pacientes”, explicou. 

“A chegada desses novos equipamentos vai ajudar muito não só os pacientes que estão em tratamento agora como também aqueles que estão em processo de uma possível reabilitação, já que Campina Grande é a primeira do Norte e Nordeste do Brasil a contar com um Centro de Recuperação Pós-Covid, onde realizamos tratamento das pessoas que tiveram Covid e têm sequelas, sejam elas físicas, motoras, respiratórias ou de memória neurológica”, explicou o prefeito Bruno Cunha Lima.   

Essa é a segunda doação dos capacetes, feita pela FIEP através do SESI e SENAI. Em abril deste ano, a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEPB), doou cinco “Elmos” para o Hospital Pedro I, referência no tratamento da Covid-19 em Campina Grande. Nesta manhã, o prefeito de Campina Grande destacou a importância dessas parcerias. “A construção de parcerias, de pontes, entre os diversos atores que formam a sociedade, não somente os órgãos públicos, mas também o setor privado, são fundamentais para o desenvolvimento do trabalho e para a execução do bom serviço público”, disse. “A construção dessas parcerias, a exemplo dessa  com a Federação das Indústrias, o SESI e o SENAI, possibilita encontrar soluções para que assim, a gente possa conjuntamente debater os problemas da cidade e encontrar as soluções de forma rápida, eficaz e de maneira que isso traga melhoria na qualidade de vida das pessoas”, completou Bruno Cunha Lima. 

O presidente da FIEP falou também das expectativas em torno do avanço da vacinação e das medidas de enfretamento da pandemia no Estado e em Campina Grande. “A nossa expectativa é das melhores. A indústria de uma maneira geral não parou, mas agora ela está celebrando o avanço da vacinação e isso vale muito para que possamos comemorar a evolução desse processo”, comentou. “A indústria de uma maneira geral não parou, mas agora celebramos o avanço da vacinação no país e no nosso Estado. A cidade de Campina Grande já teve um avanço importante na aplicação da primeira dose e nós estamos comemorando esse processo avançado, especialmente depois que nosso conterrâneo, Marcelo Queiroga, assumiu o Ministério da Saúde.  Somos muito competentes na área de imunização e é necessário ter vacina. Nós cremos que esse processo ainda vai avançar mais e isso já nos possibilitará uma situação de mais segurança”, disse.  

Desde o início da pandemia, a FIEP, o Serviço Social da Indústria (SESI) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) têm realizado ações importantes para o combate e controle da Covid-19. “Além da recente disponibilização de funcionários e unidades do SESI para a vacinação contra a Covid-19 na Paraíba, nós já contribuímos de outras formas, o SENAI por exemplo teve importante participação no início da pandemia na produção de EPI’s, máscaras e face shields, túnel de desinfecção e álcool em gel para o enfrentamento da pandemia.  Oferecemos nossas tecnologias e competências para contribuir para que o problema fosse resolvido e continuamos dispostos a contribuir no que for preciso”, declarou o presidente da FIEP. 

Outras ações - O SESI da Paraíba desenvolveu, em 2020, o “Protocolo SESI - Gestão Segura e Saudável das Atividades Produtivas em Tempos de Covid-19 nas Empresas”, que tem o objetivo de orientar e implementar planos de segurança no retorno ao trabalho e aumento gradual e seguro das atividades produtivas no estado. Além disso, realizou a entrega de cartilhas de orientações para combate ao coronavírus e mais de 10 mil máscaras de proteção aos Sindicatos da Construção e do Mobiliário do Estado da Paraíba (SINDUSCON/PB) e da Indústria da Panificação e Confeitaria de Campina Grande (SINDIPAN/PB). 


Por Coordenação de Comunicação

Repórter PB

Destaques