Agilidade

Técnico do SENAI-PB relata a gratidão de colaborar com a manutenção de respiradores hospitalares durante a pandemia

Mas as mudanças não foram apenas estruturais, 14 profissionais das áreas administrativa e técnica precisaram adaptar as suas rotinas de trabalho.

A equipe do Instituto SENAI de Tecnologia Automação Industrial, localizado em Campina Grande, tem realizado um trabalho voluntário de grande relevância neste momento de Pandemia.

No mês de abril, as instalações do Instituto foram adaptadas, parte das salas e oficinas ganharam um novo formato e utilidade, tudo para que o IST se tornasse um espaço para manutenção de respiradores mecânicos, encaminhados pelos hospitais e Secretaria de Saúde da Paraíba.

No processo de adaptação, o layout recebeu novos ambientes como a sala de Recebimento, o ambiente de Higienização, a área de Triagem, e ainda setor de manutenção Elétrica, Mecânica, calibração e expedição. Todo o processo de manutenção segue um fluxo, com porta de entrada e saída, para dar agilidade ao trabalho e garantir a segurança dos profissionais envolvidos.

“É uma grande honra para o SENAI/PB fazer parte desta rede do bem, de solidariedade que, certamente está ajudando a salvar muitas vidas. Os respiradores consertados gratuitamente, demonstra que o SENAI sempre esteve, e estará à frente das iniciativas para a Paraíba e o Brasil enfrentar a Pandemia”, ressaltou, Euler Sales, diretor Regional do SENAI da Paraíba.

Mas as mudanças não foram apenas estruturais, 14 profissionais das áreas administrativa e técnica precisaram adaptar as suas rotinas de trabalho.

No dia 06 de maio, o IST recebeu os primeiros equipamentos, oriundo de um hospital de Campina Grande, poucos dias depois chegaram mais dois, e para quem não estava habituado com a atividade, a chegada dos respiradores provocou ansiedade e despertou o desejo de colaboração em toda a equipe.

Entre os profissionais envolvidos, Thiago Sabino, coordenador do Instituto, afirma que passou a dedicar boa parte da jornada dele, à manutenção dos respiradores.

“Assim que fomos informados que o IST seria um polo de manutenção, adaptamos nosso ambiente de trabalho para receber os respiradores, e preparamos a equipe que imediatamente vestiu a camisa da Rede de Manutenção do SENAI Brasil. E a partir do momento que recebemos o primeiro equipamento, nos empenhamos para dar celeridade ao processo, onde aplicamos todo o norral, e conhecimento que possuímos para que rapidamente ele ficasse pronto, em plena condição de uso”, comentou, Thiago.

Entre os dias 06 e 12 de maio, o Instituto recebeu 04 respiradores, destes 02 foram consertados, 01 está em processo de calibração, e outro aguardando a chegada de componentes para que a manutenção seja concluída. E a equipe que se mantem de prontidão, aguarda a chegada de mais 14 respiradores, nesta quinta-feira 28/05.

Dois equipamentos que foram consertados pela equipe do Instituto SENAI de Automação Industrial foram devolvidos para o Hospital, e estão em disponíveis nos leitos de UTI.

“Para nossa equipe é muito gratificante ver ao final do processo, que o respirador está funcionando plenamente. Os dois equipamentos que fizemos a manutenção já estão prontos para uso, o que significa que salvarão vidas. Recebi uma foto de um fisioterapeuta intensivista, e me emocionei ao ver um respirador que eu e meus colegas do SENAI consertamos, estava instalado na UTI. A sensação que tive foi indescritível, e me revelou o quanto o conhecimento pode ajudar, em vários aspectos, até mesmo a salvar vidas”, comentou Thiago Sabino, Coordenador do Instituto SENAI de Automação Industrial.

Desde o mês de abril, o SENAI e a Fiat Chrysler Automóveis (FCA) somam esforços para realizar a manutenção de respiradores em todo o Brasil, através da Iniciativa + Manutenção de Respiradores, idealizada pelo SENAI Nacional e Governo Federal. O projeto conta com mais de 30 pontos de apoio em todo o País, entre unidades do SENAI e indústrias. No Brasil, o projeto já recebeu 3219 ventiladores pulmonares para conserto, e entregou até esta quarta-feira, 27/05, 1056 equipamentos, que poderão salvar 10560 vidas.

Informações adicionais podem ser obtidas através do telefone (83) 99984-2402.

Repórter PB

Destaques