crime de nepotismo

Prefeito de Marizópolis será investigado no primeiro mês de mandato pelo crime de nepotismo; Onze pessoas empregadas da mesma família

De acordo com o Processo de nº 001.2021.004223, são onze pessoas ao todo parentes do Prefeito Lucas Braga nomeados, o que totaliza um salário de R$ 42 mil mensal.

O Ministério Público na Cidade de Sousa recebeu denúncia apresentada pelo Suplente de Vereador Pedro José do Nascimento Netto (PP) do Município de Marizopolis, dando conta em tese a prática de Nepotismo já praticada no primeiro mês de governo do Prefeito, Lucas Braga. Os documentos acostados na Lide são oriundas também do SAGRES.


Na denúncia que já está na Promotoria em Sousa, consta que o Prefeito Lucas Braga realizou nomeações da Esposa, parentes de secretários, primos, cunhadas, e filhos de parentes próprios para exercer cargos de primeiro escalão do governo, diretoria, e assessorias.


De acordo com o Processo de nº 001.2021.004223, são onze pessoas ao todo parentes do Prefeito Lucas Braga nomeados, o que totaliza um salário de R$ 42 mil mensal.


O Prefeito Lucas Braga até o fechamento desta matéria não tinha sido localizado para apresentar sua versão sobre o conteúdo da investigação que já estar em poder do Ministério Público em Sousa.

 


NEPOTIMSO É CRIME

 


O nepotismo é vedado, primeiramente, pela própria Constituição Federal, pois contraria os princípios da impessoalidade, moralidade e igualdade. Algumas legislações, de forma esparsa, como a Lei nº 8.112, de 1990 também tratam do assunto, assim como a Súmula Vinculante nº 13, do Supremo Tribunal Federal.

Repórter PB

Destaques