Sousa/PB -
Em João Pessoa

Azevêdo discute investimentos de US$ 105 milhões no Procase II com representantes do Fida e do BID

Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual ressaltou a capacidade de investimento do estado para a viabilização de políticas públicas.

Da Redação Repórter PB

23/02/2024 às 13:00

Imagem Investimentos de US$ 105 milhões no Procase II

Investimentos de US$ 105 milhões no Procase II ‧ Foto: Divulgação

Tamanho da fonte

O governador João Azevêdo recebeu, nesta sexta-feira (23), em João Pessoa, representantes do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), ocasião em que trataram sobre a implantação das ações do Programa de Desenvolvimento Rural Sustentável (Procase) II, que irão investir US$ 105 milhões no desenvolvimento rural sustentável, com abrangência nos 223 municípios do estado, beneficiando diretamente 50 mil famílias.

Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual ressaltou a capacidade de investimento do estado para a viabilização de políticas públicas. “A eficiência da nossa gestão fiscal e financeira é fundamental para a execução de obras e ações que transformam a vida das pessoas. Na agricultura familiar, são mais de R$ 1,2 bilhão de investimentos em programas como o Procase, Paraíba Rural Sustentável e Sertão Vivo, oferecendo aos produtores rurais as condições de melhorarem suas produções, fortalecerem as cadeias produtivas e melhorarem de vida”, frisou.

O coordenador do Procase II no País e chefe da equipe do Fida, Hardi Vieira, destacou que a missão do banco já realizou as primeiras visitas nos municípios paraibanos e destacou as parcerias com o estado para fomentar a agricultura familiar. “Nós vamos ampliar as intervenções bem-sucedidas do Procase I que foram muito bem avaliadas pelo Fida na sua implementação. Além disso, o Procase II vai ter uma atuação em toda a área rural do estado. Vão ser investimentos produtivos, resilientes às mudanças do clima que possam gerar renda e benefícios aos pequenos produtores e agricultores rurais, com prioridade ao público mais vulnerável, a exemplo das pessoas que vivem em situação de extrema pobreza, mulheres, jovens, comunidades tradicionais, pescadores artesanais, pessoas com deficiência  e LGBTQIAPN+. O Procase vem junto com outro projeto do Fida, o Sertão Vivo, uma colaboração com o BNDES, trazendo um benefício ainda maior para o estado”, anunciou.

O especialista-líder em Desenvolvimento Rural e Agricultura e chefe da equipe do BID, Octavio Damiani, afirmou que a expectativa é de que o projeto seja contratado com a instituição até janeiro de 2025. “O BID vai ser cofinanciador do projeto junto com o Fida. São até US$ 70 milhões do BID e até US$ 10 milhões do Fida, além da contrapartida do estado. Nós estamos iniciando a construção do projeto, com a visita aos municípios que foram muito produtiva e permitiu identificar várias ações, carências e experiências bem-sucedidas e nos próximos meses vamos concluir esse trabalho e assinar o contrato”, disse.

Também participaram da reunião, o coordenador do Procase, Nivaldo Magalhães; o especialista em Desenvolvimento Rural e coordenador técnico da missão pelo Fida, Emmanuel Bayle; o líder técnico do Projeto e especialista sênior em Organizações Rurais pelo Fida, Luiz Campos; e o  especialista em Desenvolvimento Rural, Pablo Sidesky.

Fonte: Repórter PB

Ads 728x90

QR Code

Para ler no celular, basta apontar a câmera

Comentários

Aviso Legal: Qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste site ou de seus autores e é de responsabilidade dos leitores que publicam.