Proposta

Três deputados paraibanos votaram contra o projeto que prevê o ICMS fixo para o combustível

A proposta segue para análise do Senado Federal, mas se aprovado mudará o cálculo sobre o valor produto.

Por 392 votos a favor, 71 contra e duas abstenções, a Câmara dos Deputados aprovou, na quarta-feira (13), o projeto que determina um valor fixo para a cobrança do ICMS sobre combustíveis. A proposta segue para análise do Senado Federal, mas se aprovado mudará o cálculo sobre o valor produto.


Dos 12 deputados federais paraibanos, três votaram não: Aguinaldo Ribeiro (Progressistas), Julian Lemos (PSL) e Damião Feliciano (PDT). Enquanto votaram sim: Edna Henrique (PSDB), Frei Anastácio (PT), Pedro Cunha Lima (PSDB), Wellington Roberto (PL), Efraim Filho (DEM), Gervásio Maia (PSB) e Ruy Carneiro (PSDB).

Não computaram os votos, os deputados Hugo Motta (Republicanos) e Wilson Santiago (PTB).

Repórter PB

Destaques