Crise

Brasil fecha mais de 860 mil postos de trabalho em abril

Resultado é saldo entre contratações e demissões; números para o mês são os piores desde 1992.

Mais de 860 mil postos de trabalho foram fechados no Brasil em abril. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que quase 1,5 milhão de brasileiros perderam o emprego no mês, ao passo em que as contratações chegaram a 600 mil.

O resultado para o mês é o pior da série histórica, iniciada a 29 anos. De acordo com o Ministério da Economia, os números são consequência da crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus. Desde março, quando a Covid-19 avançou pelo país, atividades e serviços não essenciais foram interrompidos na maior parte dos estados brasileiros.

O setor de comércio foi o que mais fechou postos de trabalho em abril: cerca de 340 mil. Outros 280 mil brasileiros do setor de serviços também perderam o emprego. Na comparação por estados, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul são os mais afetados.

Por outro lado, o Ministério da Economia afirma que 8,1 milhão de empregos foram mantidos com o Programa Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda, lançado há dois meses. A ação permite que empresas reduzam jornada de trabalho e salário dos trabalhadores em até 70%, com o governo pagando o resto do salário, calculado sobre o seguro-desemprego.

Repórter PB

Destaques