Implantação

APDP busca efetivar paridade salarial entre defensores públicos ativos e aposentados

Menos de 24 horas após o trânsito em julgado da decisão do STJ que ratificou a determinação ao governo do estado da Paraíba a paridade entre os subsídios dos defensores públicos ativos e aposentados

Menos de 24 horas após o trânsito em julgado da decisão do STJ que ratificou a determinação ao governo do estado da Paraíba a paridade entre os subsídios dos defensores públicos ativos e aposentados, a Associação Paraibana dos Defensores Públicos requereu à desembargadora Maria das Graças Morais Guedes que ordene à PBPREV a devida implantação dos subsídios especificados na Lei estadual n. 10380/2014 aos associados aposentados que outorgaram poderes à entidade.

Ato contínuo, o presidente da APDP, Fábio Liberalino, a vice-presidente Carmecy Abrantes e a assessora jurídica Ciane Feliciano estiveram na PBPREV onde requereram a imediata implantação dos referidos subsídios, em simetria com os processos individuais de aposentadoria proferidos desde maio de 2018, bem como em simetria com aqueles que ingressaram individualmente.

Repórter PB

Destaques