Fiscalização

Sefaz-PB realiza a 2ª edição da operação "Gestores em Ação" no Brejo paraibano

Participaram da operação, Além do secretário executivo da Receita, os cinco gerentes regionais e subgerentes de Guarabira, João Pessoa, Campina Grande, Patos e Sousa

A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-PB) realizou, no Brejo paraibano, a segunda edição da operação "Gestores em Ação". Organizada pelo 2º Núcleo Regional da pasta, que tem sede na cidade de Guarabira, a ação fiscal, que focou na fiscalização de empresas do ramo de ótica, teve a participação de 44 auditores fiscais, em sua grande maioria de gerentes e subgerentes dos cinco núcleos da Sefaz-PB.

Durante a operação, os gestores visitaram 24 óticas de Guarabira e identificaram uma série de irregularidades na área fiscal em mais de 80% dos estabelecimentos do segmento da cidade. As ilicitudes mais comuns constatadas pelos gestores foram empresas abertas, mas que estavam com inscrição cancelada; outras não tinham sequer inscrição estadual e também a comercialização de itens sem emissão de nota fiscal.

Segundo o secretário executivo da Receita da Sefaz-PB, Bruno Frade, idealizador do projeto, o principal objetivo da operação ‘Gestores em Ação’ “é a de permitir que auditores fiscais que estão, no momento, exercendo algum cargo de gestão (gerente ou subgerente) possam executar a atividade fim, que é a de fiscalização, tanto em estabelecimento ou de mercadoria em trânsito. Isso vai ajudá-los na sua gestão na tomada de decisão. Ou seja, durante a operação, os gestores voltam a vivenciar a fiscalização e, ao mesmo tempo, observarem de forma prática as necessidades da área para possíveis melhorias, pois eles passam a identificar a realidade vivida na execução da fiscalização, sejam as limitações no campo de pessoal ou de estrutura“, apontou.

Para Bruno Frade, os gestores ganham com a experiência, sobretudo, para “a tomada de decisão mais assertiva e com maior precisão e segurança, pois eles passam a identificar a realidade vivida na execução da fiscalização, sejam as limitações no campo pessoal ou de estrutura, daí a importância dos gestores deixarem o conforto de seus gabinetes para executarem a fiscalização junto aos colegas da área. É também mais uma forma de se aproximarem dos contribuintes”, destacou.

Participaram da operação, Além do secretário executivo da Receita, os cinco gerentes regionais e subgerentes de Guarabira, João Pessoa, Campina Grande, Patos e Sousa, além de auditores fiscais que estão lotados no 2º Núcleo da Sefaz-PB, mas que não exercem cargo de gestor.

Repórter PB

Destaques