Destaque

Estudantes da Rede Estadual de Ensino se destacam na Olimpíada Nacional de Ciências 2020 com 11 medalhas de ouro

Estudantes da Rede Estadual de Ensino se destacaram na Olimpíada Nacional de Ciências (ONC), edição 2020

Estudantes da Rede Estadual de Ensino se destacaram na Olimpíada Nacional de Ciências (ONC), edição 2020. Um total de 162 alunos foi premiado, sendo 11 com medalhas de ouro, 20 com medalhas de prata, 27 com medalhas de bronze e 104 estudantes receberam menção honrosa. 

A Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) tem o objetivo de incentivar a prática científica nas escolas e fortalecer o Projeto de Vida dos estudantes, estimulando o interesse pelo estudo das ciências naturais. 

A realização de provas aconteceu em duas fases, com provas realizadas em formato digital em 2020, seguindo todos os protocolos de segurança exigidos para conter o avanço da Covid-19. A primeira fase constituída de 20 questões objetivas dentro das áreas de conhecimento de Astronomia, Biologia, Física, História e Química, organizadas em níveis de acordo com a série dos alunos participantes. 

A segunda fase aconteceu em janeiro 2021 com todos os alunos que atingiram o número mínimo de acertos estipulado pela Comissão da ONC. A prova era constituída de 15 questões teóricas/práticas nas quais os alunos deveriam, dentro de um tempo estipulado, transpor seus conhecimentos e dar solução as situações problemas e questionamentos.

Participaram estudantes do 8º ou 9º ano do Ensino Fundamental;  1ª, 2ª, e 3ª série do Ensino Médio, também estudantes da 4ª série do Ensino Técnico e  alunos da Educação de Jovens e Adultos.

Dentre as escolas premiadas nas 14ª Gerência Regionais de Ensino se destacam: a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Joana Abílio Pegado, na cidade de Diamante, com três medalhas de ouro; Escola Cidadã Integral Humberto Lucena, em Cacimba de Dentro, com três medalhas de prata e nove menções honrosas; Escola Cidadã Integral Antônio Avelino de Almeida, em Olho D’Agua, com três medalhas de prata e Escola Cidadã Integral Mestre Julio Sarmento, em Sousa, com 3 medalhas de Bronze.

O professor de Biologia, Franklin Herik Soares, da Escola Cidadã Integral Técnica Professora Nícea Claudino Pinheiro, em Cajazeiras, trabalhou a autoconfiança e motivação dos estudantes na preparação da Olimpíada. “Instruía meu aluno, Lavick Tavares, sobre planejamento de tempo, conteúdo, e sempre que dava a gente se reunia via Meet para discutir questões e buscar juntos soluções para questões ditas como difíceis. Fiquei muito feliz, realizado, em saber que contribui com este projeto de sua vida, e ao receber a notícia por ele mesmo, que foi premiado com a medalha de ouro, fiquei extremamente satisfeito e alegre pelo seu desempenho. Foi muito gratificante todo trabalho, estudos, reuniões, momentos de preparação, e acabei aprendendo muito com o aluno no quesito  garra e persistência”, contou. 

O aluno da ECIT Professora Nícea Claudino, em Cajazeiras, Lavick Tavares de Oliveira,  vê a olimpíada como uma oportunidade de crescimento acadêmico e pessoal.  “A ONC tem um peso enorme para mim, pois, além de servir como forma de aumentar o currículo e abrir mais oportunidades nacionais e internacionais na área científica, também me ajudou bastante na preparação para o Enem, e assim como outras olimpíadas me mostrou que tudo é possível com determinação e força de vontade. Eu e meu professor esperávamos alguma medalha, porém não achei que fosse ganhar uma medalha de ouro, ainda mais porque ninguém nas cidades próximas conseguiu realizar esse feito no 3° ano”, disse.

Em 2020, Suellen Alessandra Patrício da Silva estudou na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Joana Abílio Pegado, em Diamante, participou pela primeira vez da Olimpíada Nacional de Ciências e foi contemplada com medalha de ouro. “Fiquei bastante feliz em saber que tinha ganhado esse mérito! Em 2018 e 2019 ganhei medalhas de prata e ouro, sucessivamente, na Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA), então estou bastante contente em saber que meus estudos estão tendo resultados! A participação na ONC se tornou especial para mim”, falou.

Repórter PB

Destaques