política

Ex-prefeita de Cajazeiras detona: “os cofres públicos regando setores da imprensa para me difamar”

Ao contrário do publicado em diversos sites, foi concedido, a pedido do Ministério Público da Paraíba (MPPB), a reserva de valores da ex-gestora no âmbito de um processo que envolve o Fundo Municipal de Saúde

“Dinheiro público regando a imprensa para me difamar e fazer campanha”. É assim que avalia a ex-prefeita de Cajazeiras, Denise Albuquerque, as recentes citações de veículos de imprensa com uma falsa condenação por parte do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), que teria resultado no bloqueio de seus bens.

Ao contrário do publicado em diversos sites, foi concedido, a pedido do Ministério Público da Paraíba (MPPB), a reserva de valores da ex-gestora no âmbito de um processo que envolve o Fundo Municipal de Saúde de Cajazeiras, ainda inconcluso e, por tanto, sem condenação.

“O bloqueio é feito para resguardar valores em caso de condenação. Cajazeiras me conhece e sabe da minha postura. Conhece a minha história de vida, lisura, e nós não podemos ser previamente tidos como culpados sem sermos julgados”, explicou Denise, que prometeu ainda processar os responsáveis pelas fake news.

A ex-prefeita denunciou o uso de dinheiro público para difamar o seu nome, já visando a disputa eleitoral de 2020. “A mesma imprensa que hoje noticia o bloqueio dos meus bens não noticiou, ou sequer citou, os bloqueios de bens do atual prefeito José Aldemir e da primeira-dama, a deputada estadual Dra. Paula. O resto é, no mais, os cofres públicos regando setores da imprensa para me difamar. É o dinheiro público sendo usado para fazer campanha”.

“Nós não nos mediremos pela régua desses. Eles passarão, nós passarinho. Cajazeiras em breve voltará a sorrir, sem perseguição, sem medo, só com o coração”, finalizou Denise.

Com a fonte 83

Repórter PB

Destaques