servidores

Câmara de Vereadores de Cajazeiras tem gasto mensal de R$ 110 mil com comissionados, Sousa chega a R$ 76 mil

Esse valor serve para as despesas com a falha de efetivo, comissionados, vereadores, e custos de manutenção com a estrutura da Casa de Otacílio Jurema.

O Poder Legislativo Cajazeirense no Sertão da Paraíba tem um duodécimo mensal de R$ 4410.959,78.


Esse valor serve para as despesas com a falha de efetivo, comissionados, vereadores, e custos de manutenção com a estrutura da Casa de Otacílio Jurema.


Entretanto, o atual presidente do Legislativo do Município de Cajazeiras, José Gonçalves de Albuquerque (Delzinho – PTC), conforme o SAGRES do Tribunal de Contas da Paraíba tem um gasto mensal com 83 comissionados de R$ 110.769,20.


Com a folha de 16 efetivos da Câmara, apenas, R$ 28.875,76, e com o pagamento dos 15 Vereadores, a importância de R$ 122 mil.


O que chama atenção no então é a quantidade de comissionados que incha a folha de pagamento dos cofres públicos do Legislativo Mirim.


A mesa diretora tem 10 Assessores Especiais, cada um com R$ 1.500,00 mil.


Outra folha de Assessores Especiais das Comissões com 09 cargos, com salários que variam entre R$ 1.200,00 à R$ 1.500,00.


São 45 secretários parlamentares, os considerados, assessores dos Vereadores com salários que variam até R$ 1.330,80 por mês.


Fazendo referência a Câmara de Vereadores do Município de Sousa, conta atualmente com 38 comissionados, cuja folha de pagamento é de R$ 77.696,00. Efetivos são 22 com folha de pagamento de R$ 27.485,90.

Em Sousa no tocante a comissionados, são 16 chefes de Assistentes a Vereador, com salário R$ 2.119,00 até R$ 2.519,00, e onze Assistentes Especiais de Vereadores com Salários que variam entre, R$ 1.645,00 até R$ 2.045,00.

Fontes informaram ao Portal REPORTERPB que há muito tempo não tem conhecimento de realização de concurso público na Casa de Otacílio Jurema, o que seria o caminho mais viável para ingressar no serviço público, a exemplo do que acontece com a Câmara de Vereadores de Sousa.


O Ministério Público de Cajazeiras deverá fiscalizar essa pomposa folha de comissionados paga mensalmente com o dinheiro do contribuinte no Município de Cajazeiras no Sertão da Paraíba, otimizando celebração de um TAC para realização de concurso público naquele Poder.

Repórter PB

Destaques